06/10/2014 às 09h12min - Atualizada em 06/10/2014 às 09h12min

W.Dias diz que vai cumprir o que disse e decretar estado de emergência no PI

Governador eleito afirma que suas prioridades serão a saúde e a segurança

180 Graus

Eleito governador no último domingo (05/10), Wellington Dias (PT), festejou no clube da APCEF, zona leste da capital, a sua vitória junto com amigos e militantes. Na sua chegada ao local, Wellington concedeu entrevista e falou a vitória que teve e como deve atuar nos início de seu governo.

Inicialmente, Wellington comentou sobre o processo de campanha e problemas que ele enfrentou. “Aconteceu muita coisa nessa campanha, setores da imprensa que se aliaram aos candidatos, injúria, difamação, enfim, tudo isso. Mas qual é o lado bom? É que o povo venceu e essa vitória, vamos honrar trabalhando muito, sabemos nós o tamanho da responsabilidade e peço ao meu Deus que da mesma forma que nos conduziu até aqui possa nos conduzir para a frente, para que a gente possa aqui ter uma vitória, que não significa derrotar adversários, significa dar ao Piauí uma oportunidade grande, ou seja qualidade na política, qualidade na gestão”, disse.

O petista também falou sobre as suas principais bandeiras de governo, que deve ser a segurança e saúde: “Vamos olhar para os problemas que o estado tem na área da segurança, que nós vamos ter que reconstruir uma estrutura de segurança, qualidade na saúde nós vamos ter que reconstruir, e nesse dois casos eu defendo medidas imediatas e talvez tenhamos que já no começo do mandato decretar urgência e calamidade, ter força federal somando para enfrentar a bandidagem que se alastrou no Brasil inteiro”, comentou. “Na saúde pessoas estão morrendo nesse instante e é preciso que tenhamos uma solução rápida, e também na área de água não só por conta da seca, na zona rural, mas também desde a capital falta atendimento desse serviço. O projeto que defendemos vamos fazer cumprir”.

88.JPG

Sobre as contas e uma possível auditoria no estado, Wellington disse que vai continuar defendendo a medida: “O que disse desde o começo não eram palavras soltas, não era um jogo. Vamos ter que auditar cada ata de gestão, eu avisei que se alguém cometeu um crime vai ter que pagar por isso e espero que tenham feito tudo cumprindo a lei por que acho que o Piauí não pode viver passando a mão na cabeça e fingindo que nada aconteceu, queremos que o dinheiro seja aplicado corretamente com base na lei, quem não cumpriu vai pagar por isso".

Ele disse ainda, que vão fazer um governo de transição para que não haja nenhum problema futuro em sua gestão: “Vamos fazer um governo de transição para evitar que haja um desmantelamento na máquina pública, por que não interessa ao servidor público ter seu salário atrasado e obras paradas, como governador eleito vamos ajudar a reconstruir esse estado fazer com que os serviços funcionem e tenhamos equilíbrio fiscal e isso temos que cuidar agora, não podemos deixar que até dezembro continue como está”.

Sobre a disputa para presidente, que vai para segundo turno, Wellington disse que na próxima terça vai a Brasília se reunir com a coordenação nacional e como líderes do país inteiro para não só traçar metas para a campanha como para o Piauí.

Link
Tags »
W Dias diz que vai cumprir o que disse e decretar estado de emerg ncia no PI
Notícias Relacionadas »
Comentários »