08/11/2015 às 20h38min - Atualizada em 08/11/2015 às 20h38min

Anistia Internacional inicia campanha contra inquérito que isenta a polícia do assassinato do menino Eduardo de Jesus

Comunidade é convidada a enviar um email ao Ministério Público pelo fim da impunidade

Anistia Internacional

Eduardo de Jesus Ferreira foi morto na porta de casa por um tiro disparado por policias militares. Ele tinha apenas 10 anos de idade e brincava com o celular enquanto esperava a irmã chegar.

O inquérito policial que investigou o caso considerou que os policiais estariam em confronto com traficantes e erraram o tiro. Por isso, nenhum deles será responsabilizado.

No entanto, o crime ocorreu à luz do dia e os policiais estavam a cerca de 5 metros de distância de Eduardo, como consta no laudo divulgado pela imprensa. Segundo apurações da Anistia Internacional, no momento em que Eduardo foi morto não havia confronto ou troca de tiros.

Os policiais militares ainda tentaram modificar a cena do crime, retirando o corpo, o que só não ocorreu por mobilização da família e vizinhos.

A Divisão de Homicídios conferiu legitimidade à ação da polícia que matou uma criança.

A tese defendida pela Polícia Civil reforça a rotina de impunidade, falta de responsabilização e de controle do uso da força letal pela polícia no Rio de Janeiro.

A Anistia Internacional repudia o resultado do inquérito. Posicione-se conosco e envie um email ao Ministério Público agora.

Link
Tags »
Anistia Internacional inicia campanha contra inqu rito que isenta a pol cia do assassinato do menino Eduardo de Jesus
Notícias Relacionadas »
Comentários »