16/11/2015 às 00h44min - Atualizada em 16/11/2015 às 00h44min

Manifestação em Parnaguá leva 2 mil pessoas às ruas para reivindicar pela lagoa

População clama pelo projeto de desassoreamento, que deveria iniciar antes do período das chuvas

Portal Corrente; Fotos: Suele Nogueira

Um movimento surgido entre a população de Parnaguá, município do extremo sul do estado do Piauí com aproximadamente 10.560 habitantes, organizou uma manifestação na última sexta-feira (13/11) onde aproximadamente 2 mil pessoas percorreram as principais ruas da cidade clamando pela revitalização da Lagoa de Parnaguá, principal cartão postal da cidade, fonte de renda de inúmeros pescadores, principal fonte de abastecimento d'água e local de encontro de toda a sociedade que todas as tardes reunia-se às suas margens para confraternizar e admirar a sua beleza.

Em uma diminuição galopante da área inundada pelas águas, processo que ficou mais evidente no ano de 2013, a cidade viu-se de uma hora para outra sem a lagoa e sem fonte de água para abastecer a cidade, além dos inúmeros outros prejuízos à comunidade e ao próprio meio ambiente, que há anos vinha dando sinais de que ecossistema da lagoa estava entrando em colapso.

A principal reivindicação da comunidade durante a manifestação foi a implantação de um projeto de desassoreamento da lagoa e dos rios afluentes, apresentado à Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAR) e sem nenhuma previsão de ser executado.

Durante o protesto, também foram denunciados os crimes ambientais que há anos vem sendo cometido no entorno da lagoa, como o desmatamento desenfreado de suas margens para a implantação de pastagens, queimadas e pisoteamento da mata ciliar restante pelo gado das fazendas. O descaso de parte da população, aliado à omissão do poder público há muitos anos teriam resultado do assoreamento gradativo da lagoa e sua consequente seca.

O movimento S.O.S. Lagoa de Parnaguá, formado a partir de pessoas da sociedade civil sem qualquer contexto político e ainda sem registro formal, mobilizou toda a cidade por diversos dias, clamando pela participação da população. “Também estamos organizando um abaixo-assinado que será enviado à gestão municipal, ao governador do estado, Câmara de Vereadores, para a Assembleia Legislativa, à Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, para o Instituto Chico Mendes e demais órgãos que tenham competência para dirimir sobre essa causa ambiental. Precisamos que o projeto de desassoreamento inicie antes do período das chuvas”, coloca uma das organizadoras, a advogada Ana Carla Marques.

Ana também lembra que o alerta já havia sido dado há muitos anos pelos ambientalistas da região. “A luta pela Lagoa de Parnaguá tem mais de 16 anos e foi iniciada por Absalão Castro, um dos fundadores da FULAPA, a Fundação Lagoa de Parnaguá. A FULAPA alertou a população, apresentou reclamações e projetos à Semar na tentativa de iniciar o processo de revitalização da Lagoa antes que secasse, mas nada foi feito”, denuncia.

Participaram da manifestação de forma muito significativa escolas municipais e estaduais, igrejas, colônia de pescadores, sindicato dos trabalhadores rurais e a população em geral, além de representantes da FULAPA, Absalão Castro, Badé e Suele Nogueira, o Superintendente de Meio Ambiente e Recursos Renováveis de Corrente, Jesy Jr., o presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Gurguéia, Ariderson Alves de Moura, vereadores e a prefeita da cidade, Anna Cecília Rissi.

Link
Tags »
Manifesta o em Parnagu leva 2 mil pessoas s ruas para reivindicar pela lagoa
Notícias Relacionadas »
Comentários »