12/07/2016 às 22h31min - Atualizada em 12/07/2016 às 22h31min

Polícia Civil de Curimatá prende assassinos de Eva Rodrigues, morta de forma bárbara há um ano na frente da família

Portal Corrente
Viviane Setragni

A Polícia Civil de Curimatá, através de uma operação coordenada pelo delegado Ramon Brito Cavalcante, prendeu na tarde desta terça-feira, 12 de julho, Adeilton Pereira da Silva, vulgo Ade, e Lucas Barbosa Pereira, pelo homicídio de Eva Lima Raquel Rodrigues no dia 4 de abril de 2015. Eva foi abordade e morta com requintes de crueldade por Adeilton Pereira da Silva, com pelo menos 15 facadas, na frente do próprio filho e marido, quando se dirigia de moto com a família para a casa de sua mãe. Enquanto Lucas segurou o marido e o filho, Eva foi brutalmente esfaqueada, sendo seu corpo encontrado somente no dia seguinte numa barragem, por volta das 7h da manhã.

Os dois foram presos na localidade Flecha, zona rural do município de Curimatá, onde se escondiam desde a data do crime.

Em seu depoimento, Adeilton confessou que matou Eva por vingança.

De acordo com o delegado Ramon Brito Cavalcante, os dois acusados serão indiciados pelo crime de homicídio qualificado, por motivo torpe.


Armas encontradas com os acusados

 

 

O CASO

No dia 3 de abril de 2015, Ailton Pereira da Silva, 24 anos, foi encontrado morto por trás do parque de vaquejada de Curimatá. Exames apontaram que ele várias lesões na cabeça, provavelmente produzidas por garrafas. 

No sábado (4), por volta de 8h30 da manhã, dois jovens abordaram Eva Raquel Lima Rodrigues, 26 anos. Ela levava o filho pequeno na garupa de uma moto, conduzida por seu marido. Os três seguiam da casa da sogra de Eva para a residência de sua mãe. A dupla esfaqueou apenas a mulher, que teve cerca de 15 perfurações. O esposo e o garoto, de aproximadamente um ano, presenciaram o crime. 

Todos os envolvidos nos crimes moravam no mesmo bairro e são parentes.

Link
Tags »
crime bárbaro Curimatá polícia civil
Notícias Relacionadas »
Comentários »