09/11/2016 às 16h48min - Atualizada em 09/11/2016 às 16h48min

Governador autoriza concurso para professor efetivo da Uespi

O Estado também vai garantir a contratação de 148 vagas para docentes temporários

Portal Corrente

Em reunião com a administração superior da Universidade Estadual do Piauí, nesta quarta-feira (9), o governador Wellington Dias aprovou o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2017-2021 previsto para a instituição e ainda autorizou a abertura de concurso para 104 docentes efetivos. Na reunião, o chefe do executivo estadual também oficializou o processo seletivo de contratação de professores provisórios para garantir a oferta das disciplinas em aberto.

“Aqui, nós estamos aprovando o Plano de Desenvolvimento Integrado da Universidade estadual que tem um plano para o ano de 2017-2018, um plano de longo prazo e estamos autorizando abertura de concurso para 104 vagas de professores efetivos. Estamos também autorizando a contratação de professores que vão estar ainda como substitutos enquanto a gente realiza o concurso, são 148 vagas. Temos um plano para investimentos de R$ 30 milhões, do Banco Mundial, recursos do Estado, independente de emendas e outros investimentos conquistados em outros meios”, destaca o governador.

A partir de agora, serão iniciados os preparativos legais junto à Secretaria de Administração e Previdência (SeadPrev), para o lançamento dos editais de contratação.

A vice-reitora da universidade, Bárbara Melo, avaliou como positivo o encontro. “Nós pautamos principalmente a questão de contratação de pessoal. O governador já autorizou concurso para aproximadamente 150 professores do quadro provisório e, paulatinamente a realização de concurso para professor provisório, temos uma comissão na Uespi trabalhando no concurso para professor efetivo. Serão 104 vagas já autorizadas pelo governador que a gente vai trabalhar em quais serão essas vagas, para quais campi, para que saia um edital em breve para que tenhamos esse pessoal contratado no período de 2017.1”, resume a gestora.

Entre os encaminhamentos, estão ainda a oficialização de cargos e o pagamento de bolsas auxílio para discentes. “Um outro ponto discutido que avançamos com o governador foi o envio para a Assembleia Legislativa do documento que regulariza os cargos na Uespi. A Uespi nasceu há trinta anos e, desde essa época, muitos aspectos legais precisam ser resolvidos. Um deles é a criação de cargos. O governador nos assegurou que vai enviar essa a minuta que resolve essa situação para a Alepi”, declara Bárbara.

Sobre a regularização das bolsas de pagamento para os estudantes, a administração superior da Uespi  saiu da reunião com um indicativo de execução. “Hoje a gente já soube que o mês de setembro já está liberado. Outubro está em via de liberação. O pagamento das bolsas é um aspecto importante porque assegura a permanência dos nossos alunos na instituição e nos viabiliza colaboradores no que se refere às funções administrativas”, pontua a vice-reitora.

Um outro ponto importante foi o comprometimento, por parte do governo, de analisar a viabilidade financeira para um possível concurso para técnicos administrativos para o ano de 2017.

Na reunião, ainda foram apresentadas as condições para o edital de cerca de 2.700 vagas para a Universidade Aberta do Brasil (UAB), via Universidade Estadual, para bacharelado em Administração e outros cursos. “Nós vamos chegar a mais 57 novos pontos no Piauí, em 53 municípios do Estado. Isso é uma conquista”, comemorou o governador.

Mestrados profissionais e o Pronera
A Uespi também aderiu, recentemente, à oferta do Mestrado Profissional em ensino de Biologia, o primeiro da área no Piauí. A pós-graduação é feita em parceria com o comitê-gestor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que sedia a coordenação geral do Programa de Mestrado Profissional em Ensino de Biologia (ProfBio) em Rede Nacional. O mestrado profissional da Uespi já passou por análise e ratificação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e deve auxiliar na educação continuada de professores da educação básica da rede pública piauiense.

“Acabamos de aprovar mais um mestrado profissional, o ProfBio. Então a gente vai ter três mestrados profissionais para formar professores de Biologia, o primeiro ingresso deve ser em 2017. Já temos o ProfMat (Matemática) e o Prof Letras”, informa a vice-reitora da Uespi.

Na área da graduação, outra novidade na universidade é a abertura de mais dois cursos via Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera). “O Pronera é um programa de cursos de qualificação para assentados, vinculado ao Incra. A gente já tem três cursos de graduação e acabamos de aprovar mais dois na região de Paquetá, os cursos de Ciências Sociais e História. São avanços importantes que a Uespi tem consolidado graças ao empenho dos eu corpo docente, discente e técnico administrativo”, explica Bárbara Melo.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »