30/07/2013 às 13h41min - Atualizada em 30/07/2013 às 13h41min

Deputado Edson Ferreira fala em entrevista sobre o avanço da Energia Renovável no Piauí, eleições 2014 e sua parceria com o prefeito Neemias

Hoje Secretário de Mineração, Petróleo e Energias Renováveis, Edson Ferreira esclarece os desafios e metas da pasta

Portal Corrente

O deputado Edson Ferreira esteve no município de Cristalândia na última semana, nos últimos dias de festejos do município. Ao prestigiar ao Campeonato de MotoCross, o deputado sentiu-se muito a vontade em meio à comunidade, já que a parceria com o município dura mais de 10 anos. Em entrevista ao Portal Corrente, o deputado fala de sua parceria com o prefeito Neemias Lemos, eleições 2014 e dos desafios e perspectivas à frenta da pasta de Mineração, Petróleo e Energias Renováveis, hoje certamente um dos maiores trunfos para o crescimento do estado do Piauí.

Portal Corrente: Deputado, qual a sua ligação com o município de Cristalândia?

Edson Ferreira: Minha ligação com o município de Cristalândia é de muito tempo; desde 2002 eu tenho firmada parceria com Moisés Lemos, e sua esposa dona Joaninha, e hoje com o Neemias Lemos, seu filho e prefeito já reeleito. Tenho trabalhado junto com o prefeito, por exemplo, intermediando junto à Caixa Econômica para viabilizar o projeto Minha Casa Minha Vida; também temos trabalhado convênios para calçamentos, e recentemente fizemos o projeto das gambiarras na zona urbana, pois ainda é uma realidade aqui, onde as casas não têm uma energia bem distribuída, organizada; uma casa vai puxando energia da outra e isso gera uma série de problemas. Então estamos atuando junto à Eletrobrás para encontrarmos uma solução viável para este problema, sendo que o projeto já está aprovado e aguardamos apenas a licitação para a sua execução, certamente agora no mês de agosto.

Conseguimos também junto ao governador Wilson Martins a liberação de R$ 120 mil reais para a aquisição de uma ambulância para o município de Cristalândia, que é importantíssimo que ela fique à disposição da população, pois muitas vezes  é necessário para levar os pacientes para Corrente, Bom Jesus ou até mesmo Barreiras na Bahia. Essa verba já está liberada e o município fará a licitação para a aquisição dessa ambulância. Outra conquista nossa será a construção de uma quadra poliesportiva coberta, onde o município já entrou com a contrapartida, que era a aquisição de um terreno. Até o final do ano esperamos que esta quadra já esteja pronta para ser inaugurada e colocada à disposição da população, principalmente da juventude, para a prática de esporte.

Estamos também sempre vigilantes junto ao governo do estado a respeito da construção na zona rural de poços e de pequenas adutoras, com chafariz,  para o abastecimento das pequenas comunidades. E finalmente eu quero citar a nossa luta junto à Eletrobrás, onde estamos trabalhando para a vinda do Programa Luz Para Todos para Cristalândia, que hoje é um dos municípios mais atrasados do programa. Então eu tenho colocado meu mandato à disposição do município , da população, e posso dizer que temos uma ligação muito forte, tanto que em todas as eleições eu tenho sido muito bem votado aqui.

Portal CorrenteSobre as eleições de 2014, já é possível fazer algum tipo de previsão?

Edson Ferreira: Com relação as eleições do próximo ano, podemos dizer que está tudo em aberto. Temos três candidatos, que são o Wellington Dias, do PT, o ex-prefeito de Teresina Silvio Mendes e o atual vice-governador Zé Filho. Temos ainda algumas indefinições, como por exemplo se o Silvio Mendes permanecerá no PSDB e qual o possível leque de alianças que estes pré-candidatos farão. Vejo pessoalmente que o partido que mais está passando por desgaste hoje é o PT, que há 12 anos está a frente do governo federal, e observo que a própria população sinaliza um descontentamento com esse modelo administrativo. Além disso,  temos o maior déficit da balança comercial dos últimos tempos; a inflação ameaçando retornar; junho foi um mês que nos últimos anos menos gerou novos empregos; ano passado o país cresceu 0,9% e neste ano todos imaginaram que cresceríamos de 4 a 5%, sendo que não vai mais crescer nem 2%. Sentimos uma economia fragilizada e por outro lado os serviços públicos de má qualidade, como educação, saúde, mobilidade urbana, infraestrutura de portos e aeroportos. O país melhorou e melhorou muito, mas nós queremos mais. São problemas que são fruto de um país que cresceu, mas ele precisa continuar a avançar e o modelo que aí está não satisfaz mais o que desejamos.

O PT no Piauí se observa que vai ficando isolado do ponto de vista político. No mandato de Wellington Dias o estado avançou em algumas áreas mas foi bastante deficitário em outras. As pesquisas mostram que ele está a frente, mas acredito que isso é um reflexo do que passou  e vejo o PT ficando cada vez mais isolado. Temos que aguardar o próximo ano para definir as alianças partidárias, mas acho muito difícil que o nome do futuro governador do Piauí esteja fora desses três que hoje sem dúvida são os mais fortes.

Portal Corrente: Sobre o seu mandato, quais tem sido os maiores desafios?

Edson Ferreira: Atualmente na verdade eu ocupo a pasta da Secretaria de Mineração, Petróleo e Energias Renováveis, desde março deste ano. Temos tido muitos avanços neste setor para o estado do Piauí, como por exemplo, o último leilão que foi realizado em maio, na primeira rodada de petróleo e gás, organizado e realizado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), em que pela primeira vez foram ofertados lotes no Piauí, que estão localizados na Bacia Sedimentar do Rio Parnaíba. Foram disputados 14 lotes e todos foram arrematados com ágil que chegou a 600%, sendo que dia 6 agora se dará a assinatura dos contratos. Em seguida será feito o licenciamento ambiental e posteriormente o estudo de desenvolvimento para exploração. A etapa final será a produção comercial e imaginamos que de agosto para três anos a três anos e meio o Piauí estará produzindo gás natural, que num primeiro momento irá abastecer as termoelétricas para produzir energia elétrica,  mas que num futuro bem próximo poderão ser construídos gasodutos para abastecer os grandes centros, indústrias e até veículos.

Temos também hoje o nosso pólo mineral, que hoje no Piauí é uma realidade do ponto de vista de jazidas já certificadas. Empresas como a Benisa, que no segundo semestre de 2016 já deverá atuará na produção de ferro nos municípios de Paulistana e Simões, num investimento de 4 a 5 bilhões de reais.

Dentro do setor das energias renováveis nós temos o Projeto de Energia Eólica, em implantação  no litoral, e também um grande projeto que será instalado já a partir de janeiro, da Queiroz Galvão, que está no processo de licenciamento ambiental, que será no município de Caldeirão Grande, onde serão produzidos 406 megawatts. Para dar uma boa idéia aos internautas, nós temos a usina de energia eólica em Nova Esperança, no Piauí, que produz 250 megawatts e esta em Calderão Grande inicialmente produzirá 406 megawatts, com a possibilidade de ampliação para 800 megawatts.

Temos ainda outras boas notícias em nossa pasta; em 23 de agosto será realizado um novo leilão de reserva de energia eólica, em que o Piauí se encontra em 5° lugar em termos de oferta de energia. No leilão serão ofertados 943 megawatts de energia em trinta e dois projetos.

Outra grande novidade é que em outubro nós teremos o primeiro leilão de energia solar no Brasil e um dos projetos mais adiantados está no Piauí. É um projeto da empresa Vensolbras, de capital nacional, que será implantado no município de São João do Piauí. Todo estudo já está pronto, a área já foi adquirida e o projeto se encontra em fase de licença ambiental. A produção será de 250 megawatts e se já estivesse implantada hoje seria uma das maiores usinas solares do mundo.

E em Teresina nós temos um projeto ambicioso e muito interessante em nosso Centro Administrativo, onde funcionam as principais Secretarias, como Saúde, Educação, Administração, da Fazenda; são três blocos geminados e nós estamos fazendo um estudo, em parceria com uma empresa alemã, para substituir a energia que vem da Eletrobrás por uma energia solar. Será uma usina de 3 megawatts, com um custo de aproximadamente R$ 20 milhões de reais, que está ainda na fase de estudos e planejamento mas estamos bastante otimistas de que em janeiro, fevereiro nós estaremos com ela em funcionamento.

Então são vários projetos sendo executados, numa Secretaria que é nova, mas sem dúvida nenhuma de um futuro muito promissor. 

Link
Tags »
Deputado Edson Ferreira fala em entrevista sobre o avan o da Energia Renov vel no Piau elei es 2014 e sua parceria com o prefeito Neemias
Notícias Relacionadas »
Comentários »