25/01/2017 às 13h24min - Atualizada em 25/01/2017 às 13h24min

Crime de latrocínio é julgado em Corrente

Portal Corrente
Viviane Setragni

Acontece nesta quarta-feria (25), no Forum da comarca de Corrente, o julgamento dos réus acusados de participarem do latrocínio do agricultor José Vicente Nogueira de Oliveira, na noite de 24 para 25 de dezembro de 2015, no município de Cristalândia do Piauí. A audiência teve início na manhã de terça-feira (24) mas foi suspensa às 17h por causa do apagão ocorrido no município de Corrente.

Cinco réus são acusados de participarem do crime, tendo José Fabrício Gonzaga de Souza e Michel Santiago Oliveira espancado a vítima para roubar o valor de R$ 2 mil reais, decorrente da venda de um gado, como explica o Promotor de Justiça Luciano Lopes Sales.

“De acordo com as investigações, todos os acusados participaram do crime. Descobriram sobre a negociação do gado, observaram os hábitos da vítima , pedindo informações aos vizinhos e  tramaram o roubo. Ficou constatado pelo laudo pericial que a vítima morreu em decorrência do espancamento por capacete e a própria vítima relatou aos vizinhos, que chegaram a acudi-lo, de que ele teria lutado com os criminosos e até ferido um deles” relata.

Na ocasião, José Vicente Nogueira de Oliveira não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital.

No parecer do promotor, juntado aos autos em 14 de dezembro de 2016, ele cita de que forma os acusados tramaram o crime, visto que um deles trabalhou na casa da vítima e a conhecia com detalhes, assim como a compra de duas garrafas de cachaça na cidade de Formosa do Rio Preto, como o objetivo de embriagar a vítima na véspera de Natal.

Além dos dois acusados citados acima, participaram do crime Rosemardem Pugas da Silva, Celimar Rocha da Silva e Joadson Pugas da Silva. O Ministério Público denunciou os acusados pelo crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Se condenados, poderão pegar de 20 a 30 anos de reclusão.

Link
Tags »
latrocínio cristalândia do Piauí
Notícias Relacionadas »
Comentários »