03/03/2017 às 11h39min - Atualizada em 03/03/2017 às 11h39min

Juiz e advogados são presos por grilagem de terras em operação da Gaeco

Portal AZ

Um juiz aposentado e três pessoas foram presas na manhã desta sexta-feira (03), durante a operação Sesmaria deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em parceria com a Polícia Civil do Piauí.

A operação é fruto de investigação conjunta entre as duas instituições para desbaratar a organização criminosa atuante no sul piauiense, responsável pela grilagem de milhares de hectares de terras.

Os presos foram identificados como Manoel de Sousa Cerqueira Júnior, Lincoln Hermes Saraiva Guerra, José Robert Leal e Cícero Rodrigues, que na época do suposto crime era juiz, mas atualmente atua como advogado. 

Eles são acusados de praticar crimes de falsidade ideológica, corrupção ativa e passiva, peculato e formação de quadrilha. Também participa dos trabalhos a Polícia Militar do Piauí, dando apoio no cumprimento de diversos mandados judiciais.

O Gaeco confirmou durante coletiva realizada nesta sexta-feira (3) que o juiz aposentado Cícero Rodrigues era quem comandava a organização criminosa responsável pela grilagem de 24 mil hectares, uma área maior que a cidade de Teresina. O coordenador da Gaeco, promotor Romulo Cordão disse que o juiz sentenciava os laudos das terras.

“José Robert Leal engenheiro agrimensor falsificava os laudos das terras e o juiz sentenciava, logo após a fraude as terras griladas eram vendidas. Ainda não sabemos a participação desses compradores, posteriormente iremos ouvi-los para saber se tiveram alguma participação ou se foram vítimas”, explica.

Afastamento de Juiz

O Tribunal de Justiça divulgou por meio de nota que Cicero Rodrigues foi preso enquanto advogado, já que o mesmo deixou de exercer as funções de juiz quando foi afastado da magistratura mediante sentença condenatória em Processo Administrativo Disciplinar (PAD) do TJ-PI.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »