20/06/2014 às 16h26min - Atualizada em 20/06/2014 às 16h26min

Diretora da Uespi de Corrente desacata maioria dos conselheiros.

Diretora destituída faz reunião ilegal e usa o nome de Reitor que está de licença médica.

Cristiano Setragni

Mais uma arbitrariedade na direção da Uespi-Corrente

Mesmo com um pedido solicitando a suspensão de qualquer reunião por parte do conselho da Uespi de Corrente, com a assinatura de 14 membros, o que ultrapassa mais de 50% do conselho, a diretora que insiste em ficar no cargo, mesmo depois de ter sido destituída através da maioria dos conselheiros no dia 09 de junho. Ainda convocou e realizou hoje (20-06) uma reunião com apenas 8 membros.

A diretora justifica que, a pedido do reitor Nouga,  vai ficar até 14 de julho na direção e que esta reunião de hoje foi sob a orientação dele. O questionável é que ela não possui nenhum documento que comprove, vem falando em nome do reitor e todos sabem que o mesmo encontra-se afastado por licença médica, estando em seu lugar a dra. Bárbara, vice-reitora.

Além de usar o nome do reitor para se beneficiar, a diretora desmerece a autoridade da reitora em exercício.

Não se trata de perseguição política, como ela vem falando, e também não é por motivos pessoais que o Conselho votou pela sua saída. Trata-se de democracia e respeito à instituição obedecer os ritos que a conduzem. Hoje a grande maioria dos membros do Conselho está indignada com as atitudes tomadas e aguarda um posicionamento da reitoria.

Em respeito à todos os alunos, professores e a própria Uespi, esperamos que esse mal estar logo acabe.

 

 

Ele está por dentro

Segundo o que se sabe, o reitor não pode tomar atitudes estando de licença, porém, ele está a par de tudo e ao ser questionado sobre a saída da diretora do conselho ele disse: “Que eu saiba ela saiu da direção, e consequentemente do Conselho”.

 

 

Parnaguá em festa

Parnaguá promove mais uma edição da Vaquejada e pelo que tudo indica, vai ser a melhor de todos os tempos. Vá e confira! Hoje tem forró com Cizinho e Forró Bandido.

Estará presente também no dia de hoje o nobre deputado federal Hugo Napoleão e o deputado estadual Gustavo Neiva

 

Corrente em festa

No parque de exposição inicia esta noite o 10º Festival Junino. Vale a pena conferir, é muito bonito e bem organizado, já que a Superintendente de Cultura é a dedicada Juliana Araújo!

 

 

 

Humor

 

Um réu estava sendo julgado por assassinato. Havia fortes provas que indicavam sua culpa, mas não havia cadáver. Em seu discurso final, o advogado de defesa recorreu a um truque. Senhoras e senhores do júri - disse ele. -Tenho uma surpresa para todos vocês: dentro de um minuto, a pessoa que se presume morta entrará neste tribunal.

E olhou para a porta do tribunal. Todos os membros do júri, perplexos, olharam ansiosamente. Passou-se um minuto. Nada aconteceu. Por fim, o advogado disse:

- Na verdade, inventei essa história do morto entrar. Mas os senhores todos olharam para a porta com expectativa. Portanto, coloco aos senhores que neste caso existe uma dúvida razoável sobre o assassinato e devo insistir que deêm um veredicto de "inocente".

O júri se retirou para deliberar. Poucos minutos depois voltou e pronunciou o veredicto de "culpado".

- Como puderam fazer isso? - gritou o advogado. -Os senhores deviam ter alguma dúvida. Eu vi quando todos olharam para a porta.

O porta voz do júri replicou:

- Ah, nós olhamos, mas seu cliente não.

 

Link
Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp