11/12/2014 às 22h51min - Atualizada em 11/12/2014 às 22h51min

Kadica concede entrevista às vésperas da eleição da Câmara de Corrente

Vereador desmente boatos e afirma que não será manipulado

Portal Corrente

Em entrevista ao Portal Corrente o vereador Kadica, candidato à presidência da Câmara de Vereadores de Corrente, esclarece alguns fatos que muitos cidadãos questionavam-se. Ao que parece, a oposição pensava colocar Kadica como cabeça de chapa e evitar assim um voto para a situação governista de Corrente e por trás dele tentar comandar a Câmara. Kadica parece estar disposto a ser independente e fazer sozinho sua história política e por tras de sua aparente ingenuidade suas declarações mostram um vereador mais esperto do que alguns pensam.

Perguntado sobre uma possível contratação do ex-vereador Gutão para ser o assessor parlamentar, ele deixa claro que isso não tem a menor possibilidade de acontecer em sua gestão, frustrando a expectativa do radialista que aguarda ansiosamente a votação. Ao ser questionado se colocaria a ex-secretária de Indústria e Comércio, Diviane (noiva do vereador Luis Augusto), ele revela que é uma questão de necessidade do vereador pois a mesma está desempregada e acrescenta ainda que, se não tiver confiança, não coloca. Deixa bem claro também em sua entrevista que não será oposição ao prefeito Jesualdo Cavalcanti, muito pelo contrário, estará junto com o prefeito em tudo que for para o bem de Corrente. Como não há dúvidas de que tudo o que é proposto pelo prefeito é para o bem da cidade, o posicionamento fica claro.

O vereador deixou bem claro que não é menino e não deixará ninguém usa-lo como fantoche. Kadica, pelo que parece, pode surpreender os dois lados, a situação por se tornar um colaborador do prefeito e a oposição por mostrar que não é “menino”.

Confira abaixo a entrevista:

- Vereador, confirma a chapa Presidente Kadica, vice-presidente Salmeron, Secretário Dionisio e Tesoureiro Gilmário?

- Sim, essa é a chapa.

- Quais seriam as suas principais propostas?

- Tenho como propostas atualizar o regimento interno, a Lei Orgânica do município, transmitir as sessões via rádio e propor algum tipo de mudança do artigo 135, para deixá-lo apenas para as considerações finais.

- É verdade a distribuição dos cargos da seguinte forma: Gilmário, financeiro, Gutão como assessor parlamentar e direção da Câmara com a Diviane? Seria algum acordo para compor a chapa?

- Não, isso não existe, não foi conversado nada disso não.

- Mas não existe a possibilidade?

- Ah, sobre a Diviane existe sim, mas do Gutão não.

- A Diviane seria uma exigência do vereador Luiz Augusto?

- Não é nem um termo de exigência, é uma questão de necessidade dele mesmo, porque ela se encontra desempregada e ele propôs para mim, que sou o candidato a presidente, se poderia. Mas se não for da minha confiança também não tem problema não, ela continuaria nas mesmas condições e ele veria em outras vias, talvez estadual ou até alguma coisa na federal, com Iracema Portela.

- Estão falando que você só vai sentar na cadeira e assinar e que os outros é que vão administrar. Isso procede?

- Eu acredito que não, do grupo eu não ouvi isso não, mas na rua eu já ouvi muito comentário. Mas não sou nenhum menino pra deixar os outros me levar. É pra isso que eu vou usar a estrutura jurídica, para me auxiliar.

- A assessoria jurídica também vai mudar?

- Sim, mas essa parte jurídica vai ficar com o Salmeron.

- Existe a proposta de inviabilizar a gestão do prefeito Jesualdo?

- Não, da minha parte, porque daí estaria sendo contra o povo, porque daí eles estariam se queimando e cavando a vida política deles.

- E se você for pressionado a inviabilizar os principais projetos, ou se você for acusado de trair o grupo?

- A gente expõe para o público o que está acontecendo, a gente vai numa rádio, até algum portal e apresenta o que realmente é. Eu sei que vai ter pressão dos dois lados, mas a gente tem que ser cauteloso e lutar pelas coisas do povo, eu não sou nenhum menino para ir contra o povo, para inviabilizar o município, para inviabilizar os projetos que vão beneficiar o povo. A gente vai lutar junto com o prefeito para tentar trazer estas melhorias.

- Você poderia afirmar que está junto com o prefeito para beneficiar o povo?

- Para beneficiar o povo eu digo que sim. Pode ter certeza que se for para beneficiar o povo eu estarei junto com ele.

- Você não teme sofrer nenhum tipo de retaliação por assumir essa postura?

- Eu acredito que não, pois todos estão de acordo que o que for para beneficiar o povo todos estarão apoiando. Tem algumas restrições de pessoas que não fazem parte da Câmara, que participam das nossas reuniões que veem por esse lado. Mas nós temos um pensamento diferente, nós vamos lutar para trazer melhorias para o município

- Existe algum projeto para colocar um assessor jurídico para cada vereador?

- Nós primeiro vamos ver como está o repasse, nós vamos conversar com a pessoa que faz a contabilidade pra ver se cabe essa proposta, mas senão a gente continua como está. Já existe o contador e o assessor jurídico para estar orientando os vereadores.

- Você não teme que, se transmitidas pela rádio, as sessões sejam utilizadas como palanque político em benefício próprio, com o único objetivo de denegrir a imagem da atual gestão?

- É um risco que se corre, mas eu acho que não. É pra isso que existe um corregedor aqui dentro e ele estará vendo isso. Eu acho que ela vai ser usada pra mostrar pro povo os benefícios que nós queremos trazer, porque o povo não tem acesso à câmara. Pessoas que agirem dessa forma vão estar sendo incoerentes, pois se as coisas estão sendo feitas e o vereador diz que não estão eles vão estar se contradizendo.

Você tem alguma mensagem ao povo correntino?

Eu desejo a todos um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de realizações, em especial aos moradores do Morro do Pequi, e que possamos fazer uma boa gestão aqui na Câmara. Eu quero sair daqui de cabeça erguida e não vou deixar ninguém tomar conta da minha gestão, quem vai comandar sou eu. Acredito que aqueles que me indicaram para estar hoje aqui podem ter certeza que eu vou lutar para cumprir o meu papel.

 

Link
Tags »
Leia Também »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp