18/01/2022 às 09h39min - Atualizada em 18/01/2022 às 09h39min

Governo do Estado concluirá até março a restauração nas rodovias PI-411 e PI-413

Mais de 27 milhões serão investidos nas rodovias que ligam Corrente e Riacho Frio e Curimatá a Júlio Borges.

Redação
PI-255, rodovia que liga a sede do município de Avelino Lopes à divisa com a Bahia, está em fase de conclusão (Foto: Ascom)

O Governo do Estado, por intermédio do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), deverá concluir até março deste ano as obras de recuperação das rodovias PI-411 e PI-413, na região do território Chapada das Mangabeiras, no cerrado piauiense.  Ao todo, serão 89 km de extensão rodoviária que recebem serviços de restauração e manutenção com aplicação de microrrevestimento e TSD, além da construção dos sistemas de drenagem, como meio fio, sarjetas e bueiros, e sinalizações.

Na PI-411, as obras ocorrem em 49 quilômetros de extensão melhorando as condições de trafegabilidade entre as cidades de Corrente e Riacho Frio. Já na PI-413, as intervenções são ao longo de 40 km de rodovia, no trecho que liga Curimatá a Júlio Borges. Nas duas obras, o governo está investindo mais de R$ 27 milhões.

“As obras seguem avançando a cada dia, inclusive, já recebem a aplicação das camadas de asfalto. Assim, com o cronograma em dia, conseguiremos entregar essas obras para a população dentro do prazo estipulado, que é de seis meses”, afirma o diretor-geral do Idepi, Leonardo Sobral.

O gestor lembra ainda que, além das rodovias citadas acima, o Idepi já está concluindo as obras na PI-255, rodovia que liga a sede do município de Avelino Lopes/PI à divisa com a Bahia, no município de Buritirana. Ao todo são 25 km de implantação e melhoramento da rodovia, que já estão com cerca de 90% executados. Os recursos investidos nesta obra são de cerca de R$ 10 milhões.

O território Chapada das Mangabeiras é formado por 24 municípios, localizado no cerrado piauiense, uma das regiões mais promissoras do Estado, devido à grande produção de grãos e a proximidade com outros estados da região Nordeste do País. Além da agricultura de alto rendimento com a produção de soja, algodão, milho e arroz como uma das suas grandes potencialidades, a região também se destaca pela pecuária de corte (bovinos); a produção de energia solar, a fruticultura irrigada, a mineração, comércio e serviços, e o turismo.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp