26/02/2014 às 21h07min - Atualizada em 26/02/2014 às 21h07min

Corrente representará o Nordeste nos encontros nacionais da CAISAN

Segurança Alimentar foi tema de capacitação aos gestores e conselheiros municipais

Portal Corrente

Por Viviane Setragni

Foi realizada, na última sexta (21) e sábado (22), uma capacitação aos gestores e Conselheiros Municipais, com o objetivo de esclarecer como funciona o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN), e quais as medidas que o município precisa adotar para ter pleno acesso ao Sistema. Corrente já possui a Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (CAISAN) instituído, o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (COMSEA), a Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional (LOSAN), Termo de compromisso de elaboração do plano  e  o Termo de Adesão, que deverá ser assinado no dia 20 de março pelo prefeito em Brasília.

O Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional tem como propósito a promoção do direito humano à alimentação, através de políticas e programas específicos, com o objetivo de fortalecer os municípios.

Antonio Willian Sousa, conselheiro estadual do Caisan,  dá exemplos dos objetos  de atuação do Sistema: “Se o produto de uma agricultura familiar chega até uma feira, por meio de uma estrada que permita o escoamento desta produção, o agricultor vende seu produto, e a dona de casa tem acesso à vegetais de melhor qualidade, por causa daquela estrada. Então a estrada, apesar de não ser alimento, proporcionará uma dinâmica que permitirá que alimentos de qualidade cheguem à mesa da população”, esclareceu. Outro exemplo é o PAA, o Plano de Aquisição de Alimentos, que recolhe os alimentos na Secretaria de Trabalho e Cidadania e efetua a distribuição para diversas entidades, como  hospitais, Apaes, escolas, famílias carentes, etc. Desta forma, praticamente todas as Secretarias do município devem fazer parte do Sistema, cada uma em suas atribuições. A Secretaria de Educação pode adquirir a produção da agricultura familiar, caso possua o Selo de Inspeção Municipal, e fornecer estes alimentos à merenda escolar do município – desta forma, além de gerar renda para os pequenos agricultores, a alimentação que chegará até às crianças será de excelente qualidade.

William, neste ponto, destaca: “Corrente é o único município do Piauí que está implantando o Serviço de Inspeção Municipal, um exemplo a todos os municípios do estado!”.

No estado do Piauí, há apenas quatro municípios com o Caisan implantado, dentre eles Corrente. “Corrente está de parabéns, pois seguiu todos os requisitos indispensáveis para a implementação do sistema e  já está habilitada a concorrer a programas e ações da esfera do governo federal”, frisou.  O sistema possibilitará o município, futuramente, de adquirir sua própria cozinha comunitária, elaborar projetos de hortas escolares e hortas comunitárias, adquirir equipamentos para o banco de alimentos e equipamentos para instalação de armazém para o programa de compra antecipada e o programa de compra direta da agricultura familiar. Tudo o que for relacionado à segurança alimentar,

Mais 54 municípios do estado estão em processo de adesão, aguardando a apreciação da CAISAN estadual.

O município de Corrente terá ainda a honra de representar os municípios de toda região nordeste nos encontros na CAISAN Nacional.

Willian fez questão de destacar a atuação da Secretária de Trabalho e Cidadania, Fátima Lustosa, assim como toda sua equipe,  que têm lutado assiduamente para que o município cumpra com todos os requisitos do sistema, assim como o empenho do Prefeito Jesualdo Cavalcanti, que tem dado todas as condições necessárias para a adesão de Corrente ao sistema. “Não há dúvida que Corrente dará um salto imenso na área da Segurança Alimentar na gestão do Prefeito Jesualdo Cavalcanti. Estão todos de parabéns”, finalizou.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp