15/04/2014 às 01h55min - Atualizada em 15/04/2014 às 01h55min

Brasão do Piauí é agora a marca oficial do Governo do Estado

A ideia partiu do governador Zé Filho e tem por objetivo resgatar os valores e qualidades do povo piauiense

CCOM

Símbolo criado em honra às potencialidades e história do povo piauiense em 1922, o brasão do Piauí passa a ser, oficialmente, a marca do Governo do Estado em 2014. A marca, que já vem sendo utilizada no site e nas redes sociais do Estado desde a semana passada, já está circulando em vários veículos de comunicação do Piauí como marca oficial. A ideia partiu do próprio governador Zé Filho e tem por objetivo resgatar os valores e qualidades que representam a formação e desenvolvimento do povo piauiense e também como forma de economiza de gastos públicos.

“Estamos diante de uma nova marca do Governo do Estado que representa as mais profundas qualidades do povo piauiense e muito da nossa história. Uma marca sem interpretações políticas e sem representação de personagens. Uma imagem que traz nossas potencialidades e que evita gastos desnecessários, voltada, exclusivamente, para lembrar o que tem de melhor o nosso povo”, explica o governador Zé Filho.

De acordo com o coordenador de Comunicação do Estado, Tony Trindade, o brasão foi adotado também para evitar problemas durante o período eleitoral, época onde não é permitida a divulgação de marcas representando pessoas que estejam ocupando cargos públicos. “Nosso ponto de partida foi o primeiro brasão do Estado. Ele foi estilizado, ganhando formas mais contemporâneas, sem perder a identidade e o simbolismo”, destaca Tony Trindade.

O coordenador ressalta que o objetivo do governador é que a adoção do brasão se torne obrigatória, a partir de agora. “O governador vai enviar uma Lei para Assembléia para que o brasão vire a marca oficial do Estado, sem necessidade de troca a cada gestão. A grande maioria dos Estados já faz isso no Brasil, como uma forma de economia e especialmente respeito pelo patrimônio público e a necessária impessoalidade das gestões”, destaca o coordenador.

Símbolo máximo da história do Piauí
Promulgada em 24 de julho de 1922, pelo então governador João Luiz Ferreira, a Lei nº 1050 adota como emblema do Estado do Piauí o brasão, símbolo escolhido em honra e glória da história do povo piauiense e selo obrigatório em todos os documentos oficiais do Estado.

O brasão adotado pelo Piauí tem a forma de um escudo em estilo neo-clássico contendo símbolos representativos do estado. No centro do emblema são encontradas três palmeiras nativas (da direita para a esquerda: carnaúba, buriti e babaçu), representando a flora da região; abaixo delas se vê um rio estilizado com sete faixas azuis que representam os maiores afluentes da margem direita do rio Parnaíba. Em cima das faixas azuis encontram-se três peixes prateados, da espécie piau, que remetem aos três maiores rios do Estado: Parnaíba, Canindé e Poti. 

Outro destaque do brasão é a estrela de cinco pontas colocada acima do escudo e abaixo do nome Estado do Piauí, numa referência aspiração pelo progresso. Já o par de ramos representa a força agrícola do estado através do algodão (à direita) e da cana de açúcar (à esquerda), suas maiores culturas à época.

Também merece destaque a frase escrita em latim Impavidum ferient ruinae (O desafio não nos amedronta),localizada abaixo da composição das palmeiras, rios e peixes.

A última frase do brasão traz a data, o ano e o mês que marca a adesão do Piauí à Independência do Brasil, proclamada em Oeiras, então capital da província, por Manuel de Sousa Martins, mais tarde conhecido como visconde de Parnaíba.

Confira abaixo vídeo sobre a adoção oficial do brasão pelo Governo do Piauí:

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp