20/05/2014 às 17h58min - Atualizada em 20/05/2014 às 17h58min

SUMAR fiscaliza denúncia na zona rural de Corrente

Superintendência alerta que a criação de animais nas margens de rios é crime ambiental

Ascom; Fotos: Viviane Setragni

A Superintendencia de Meio Ambiente e Recursos Renováveis (SUMAR) do municipio de Corrente realizou uma fiscalização na zona rural do município, motivada por uma denúncia de que um produtor rural estaria criando porcos e diversos outros animais na beira de um riacho, cuja água é utilizada para consumo humano.

A fiscalização aconteceu na localidade de Pedra Furada, onde o fiscal ambiental Raimundo Brito, acompanhado por agente da Vigilância Sanitária, percorreu grande parte da propriedade em que a  irregularidade estaria sendo cometida e constatou que a denúncia, desta vez, não procedia. “Este nosso primeiro momento é justamente para averiguar se a denúncia procede. Neste caso constatamos que os animais estão presos em local adequado, longe do rio, não causando danos ao meio ambiente. Se a denúncia fosse constatada, nossa atitude seria de advertir o produtor e dar um prazo para regularização da situação. Caso o denunciado não acate as orientações no prazo estipulado, nosso procedimento seria de autuação", esclareceu.

Raimundo Brito coloca ainda que a criação de animais em locais próximos aos leitos de rios e mananciais é crime ambiental. "As margens e o leito de rios e riachos são protegidos por lei e a criação de animais nestes locais é crime ambiental". Qualquer pessoa que deseja fazer uma denúncia sobre crimes ambientais que estejam acontecendo no município de Corrente pode procurar a SUMAR, localizada no priemiro andar da prefeitura municipal. O telefone da ouvidoria do município é (89) 3573-1053. Não é necessário identificar-se para fazer a denúncia, assim como a identidade do denunciante sempre será preservada, mesmo que não seja denúncia anônima.

 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp