23/05/2014 às 11h43min - Atualizada em 23/05/2014 às 11h43min

Pequenos produtores rurais de Corrente serão beneficiados com crédito fundiário

Técnico da SDR do estado esteve com os agricultores nesta quinta-feira (23)

Portal Corrente

Por Viviane Setragni

Um grupo de pequenos produtores rurais de Corrente está prestes a se tornar o primeiro do município a ser beneficiado com o Programa Nacional de Crédito Fundiário, um programa do Governo Federal, executado em parceria entre os governos do estado e do município. O objetivo do programa é garantir ao pequeno produtor rural, que ainda não possui sua terra ou que possui pouca terra, a compra de uma propriedade onde possa trabalhar no campo e garantir uma renda.

No município de Corrente, a prefeitura municipal, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural, está trabalhando no sentido de viabilizar o acesso desses pequenos produtores rurais à linha de crédito, como explica o Gerente de Apoio ao Pequeno Produtor Rural e Engenheiro Agrônomo, Ricardo Lago. “Nosso trabalho neste processo é de mobilizar os pequenos produtores rurais que ainda não possuem sua terra, que trabalham de empregados não regulares para produtores maiores, para que tenham acesso à uma propriedade rural que lhes permita o sustento digno de sua família, através do fruto do seu trabalho, fazendo o que sabem fazer. Este momento inicial é um processo que demanda certas despesas de deslocamento à capital e ao próprio interior, que estão sendo custeadas pela prefeitura municipal. Sem este apoio, a implantação deste sistema aqui em Corrente certamente seria inviável”, declarou.

Reunião com os pequenos produtores rurais da localidade de Riacho Grande

 

Dando andamento ao processo de liberação do crédito os agricultores do município, o governo do estado enviou na tarde desta quinta-feira o  técnico Joaquim Noronha, da Secretaria de Desenvolvimento Rural, para avaliar a propriedade a ser adquirida, além de conversar com os produtores rurais que serão beneficiados. “Esta minha primeira vinda à Corrente é com o objetivo de verificar, in loco, a real situação da propriedade que será adquirida, os seus limites, a situação do solo e as características da região em que ela está. Também é neste momento que acontece a primeira conversa com os produtores, explicando como funciona o programa, quais são os requisitos e questionar se há o real interesse em participar”, explicou.

Na modalidade de crédito que está sendo oferecida, o terreno onde será instalado o futuro assentamento é adquirido, sendo que o proprietário recebe o valor à vista. Os participantes fazem a partilha do terreno, assessorados pela Unidade Técnica do Crédito Fundiário no Piauí, e recebem ainda um valor destinado à infraestrutura, a fundo perdido. O prazo para o pagamento do empréstimo é de 20 anos e o produtor rural só pagará pelo terreno. Neste programa, o financiamento é realizado de forma individual.

A reunião desta quinta-feira (22), foi realizada na comunidade de Riacho Grande, onde o técnico Joaquim Noronha apresentou a proposta e esclareceu diversas dúvidas dos produtores rurais, que ficaram muito interessados. "Para ter acesso ao financiamento é imprecindível que os agricultores apresentem toda a documentação. Esta modalidade de impréstimo é a melhor que existe no país, é praticamente uma reforma agrária passiva, pois o proprietário do imóvel fica satisfeito, porque recebe um valor justo, fixa o homem ao campo e ele vai pagar somente pelo terreno, de forma muito acessível", afirmou.

Visita do técnico Joaquim Noronha à área que será adquirida para o assentamento

 

Ricardo Lago destaca ainda o esforço da prefeitura para viabilizar o programa: “Corrente é uma das poucas cidades do Piauí que não possui nenhum empréstimo deste programa. A cidade tem muito potencial e muitos trabalhadores rurais que podem ser beneficiados. O prefeito Jesualdo Cavalcanti acredita nesta possibilidade e por isto está dando total apoio para o andamento do projeto”, enfatizou.

Para ser beneficiário do programa, o pequeno produtor rural deve estar cadastrado no Sindicato dos Produtores Rurais, possuir uma renda familiar de no máximo R$ 9 mil reais, possuir bens móveis ou imóveis com valor de no máximo R$ 15 mil reais, não possuir mais de 65 anos, não ser servidor público e ter o CPF sem restrições.

Visita do técnico Joaquim Noronha à área que será adquirida para o assentamento


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp