08/06/2014 às 11h19min - Atualizada em 08/06/2014 às 11h19min

Curso de Agronomia da UESPI de Corrente busca viabilizar convênio com Instituto Galvani

Parceria possibilitará produção de mudas de árvores nativas

Portal Corrente

Acadêmicos do curso de Agronomia da UESPI, Campus Deputado Jesualdo Cavalcanti Barros, acompanhados  pelo professor e Coordenador do Laboratório de Solos Manoel Holanda, visitaram, no dia 30 de maio, a Bahia Farm Show, em Luis Eduardo Magalhães, que é hoje a segunda maior feira de produtos agrícolas da América Latina.

Na feira, os estudantes puderam observar as mais sofisticadas tecnologias que estão sendo lançadas no mercado agrícola, além de terem a oportunidade de fazer inúmeros contatos que poderão resultar em futuras parcerias para os cursos de Agronomia e Zootecnia da UESPI de Corrente.

O Instituto Galvani, por exemplo, abriu a possibilidade de viabilizar junto aos consultores e técnicos do instituto e do Parque Galvani uma parceria de cooperação técnica e científica com o Laboratório de Solos (LASO) da UESPI de Corrente para a produção de mudas nativas. O Instituto fez ainda a doação de 10 mudas nativas do cerrado, que serão utilizadas para arborização da universidade.

O Professor Holanda destaca a importância da parceria. “Corrente está muito próxima ao Parque do Jalapão e à Chapada das Mangabeiras e estes locais precisam ser conservados. Esperamos que esta parceria provoque na comunidade correntina a conscientização sobre a necessidade de preservação ambiental, pois irá viabilizar a aquisição de mudas nativas para a comunidade”.  Além destes aspectos positivos o Professor Holanda, destacou que Corrente detém um dos rios de grande importância agroecológica para a região e pertencente a bacia hidrográfica do rio Parnaíba, a segunda maior do nordeste brasileiro. O professor fala ainda sobre a necessidade de um convênio de parceria com a Prefeitura Municipal de para produzir mudas nativas e serem distribuídas às comunidades do município, como escolas, sindicatos, a sociedade organizada como um todo, beneficiando toda uma cadeia produtiva envolvida no processo, podendo ser uma politica de ação positiva provocada pelos gestores municipais.

Na visita à feira houve também, junto a outras instituições e pesquisadores, a abertura de discussões de possíveis parcerias para o Laboratório de Solos, nas áreas de fertilidade e microbiologia do solo, tendo em vista o fortalecimento do ensino, pesquisa e extensão no atendimento as demandas dos produtores rurais de Corrente e região extremo sul do Piauí.

O professor coloca que a visita ao evento contribuiu de forma significativa para o enriquecimento acadêmico de alunos e professores, pois em passeio pelos estandes foi possível apreciar explanações de assuntos das diversas áreas da agronomia, como agricultura de precisão, controle de pragas, maquinário agrícola, cultivares resistentes, tecnologia de sementes, desenvolvimento sustentável, microbiologia no controle de doenças entre outras, que vem a contribuir com o desenvolvimento da UESPI.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp