23/06/2014 às 10h58min - Atualizada em 23/06/2014 às 10h58min

Criminoso do PCC teve participação no assalto de Gilbués

Acusado encontra-se preso e será indiciado pelo crime de roubo qualificado

Portal Corrente

Por Viviane Setragni

O assalto ocorrido no município de Gilbués, na noite de quinta-feira (19), em que uma conhecida família de ciganos do município teve sua casa invadida por sete homens, foi amarrada, submetida a tortura e teve suas jóias, dinheiro e dois veículos roubados, continuou com desdobramentos ainda mais surpreendentes, levando a outro crime, o assassinato de um traficante do município, além da prisão de um criminoso no município de Avelino Lopes, acusado de participação no assalto e integrante do PCC.

O delegado João Rodrigo Luna dá mais detalhes, além dos publicados na primeira matéria. “Depois do assalto em Gilbués, os criminosos abandonaram o primeiro carro em Monte Alegre, pois acabou o combustível, e o segundo em Redenção do Gurguéia, após um acidente em que o carro capotou. A Polícia Militar da região desde então esteve no encalço dos bandidos, que fugiram até o município de Avelino Lopes, porém não tinham a sua localização exata”, relatou.

O delegado conta ainda que o que levou os policiais até o criminoso foi a denúncia de populares, que os levaram à uma residência onde encontraram o bandido, bastante machucado, indicando que tinha sofrido um acidente de carro”.

O mais surpreendente é que, ao consultar o banco de dados, foi constatado que o criminoso tinha diversas passagens pela polícia, por assalto e envolvimento em homicídios no estado de São Paulo, é ligado inclusive ao PCC, conhecida facção criminosa do país. “O último crime no qual teve participação foi o assassinato de um policial,  alvejado com 60 tiros, na cidade de Cajamar, estado de SP, no dia 25 de maio. O criminoso é de alta periculosidade”, colocou o delegado.

Reconhecido imediatamente pela mulher da família assaltada, o criminoso, de iniciais D.G., 51 anos, natural de Avelino Lopes, encontra-se preso e será indiciado pelo crime de roubo qualificado.

Outro desdobramento do assalto foi o assassinato de Camilo Soares de Melo, 47 anos, na cidade de Gilbués, na manhã de sábado (21). O delegado afirma que o cigano assaltado costumava trocar dinheiro para Camilo. “O cigano desconfiou porque o traficante levou um cheque à ele e como não tinha o dinheiro para pagar naquele momento, Camilo foi embora e não voltou mais para pegar o valor nos dias posteriores. Quando foi atrás do rapaz talvez tenha confirmado sua participação no assalto e o matou com um tiro na cabeça e outros dois no corpo” relatou o delegado.

O cigano está foragido, assim como toda sua família.

Matéria relacionada:

Assassinato em Gilbués e prisão de criminoso em Avelino Lopes podem ter relação com assalto realizado na quinta-feira


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp