26/06/2014 às 13h13min - Atualizada em 26/06/2014 às 13h13min

Profissão de mototaxista está regulamentada em Corrente

Solenidade empossou diretoria da Associação na manhã desta quinta

Ascom

Por Viviane Setragni

Foi realizada na manhã desta quinta-feira (26) a solenidade de posse da primeira diretoria da Associação dos Mototaxistas de Corrente (ASMOTAC). O evento foi realizado na Câmara Municipal, com a presença de diversas autoridades de dos membros da associação.

O presidente da associação, Venceslau Souza Maciel,  fala sobre a luta que foi necessária para a formação da associação. "Desde o início nos empenhamos muito para que a associação fosse uma realidade. Primeiro, para converser os colegas sobre a importância de nos organizarmos e fundarmos esta associação. Depois, a parte burocrática, que demanda tempo e muita dedicação. Até para comprar os coletes foi difícil, mas no final tudo deu certo e hoje estamos muito felizes, pois todos nós, aque atuamos nesta profissão, estamos regulamentados", colocou.

Venceslau agradece algumas pessoas que foram de fundamental importância durante todo o processo. "Quero agradecer a Ricardo Lago, que foi um grande incentivador, envonvendo-se até na parte burocrática da associação, assim como Ubiraci Lustosa, que também esteve conosco durante todo esse período, ao advogado Dr. Sérgio, que nos prestou grande auxílio, à Superintendência de Trânsito e à Prefeitura de Corrente. Agradeço principalmente aos colegas que acreditaram na causa e hoje fazem parte da associação". 

Com a fundação da associação e a regulamentação da profissão, diversos direitos ficam assegurados, tanto aos profissionais quanto aos usuários do serviço. "Os mototaxistas têm a garantia de alguns benefícios, como preço diferenciado na aquisição de motos, o recolhimento do INSS e auxílio doença, por exemplo. Durante muitos anos trabalhamos na informalidade e isso é muito ruim, pois se algo acontece não temos direito a nenhum auxílio. Para os clientes é a garantia de que aquele mototaxista possui habilitação específica para pilotar moto, além de estar cadastrado em uma associação, portanto se algo acontecer saberão a quem dirigir-se".

O Gerente de Educação para o Trânsito, Julio Cezar Ribeiro, afirma que para ser mototaxista o interessado deve cumprir com alguns requisitos. "Primeiramente, possuir a habilitação para pilotar moto; a documentação da moto deve estar em dia; o piloto deve possuir um alvará de funcionamento, a ser realizado na superintendência de trânsito, localizada na sede da prefeitura; além de estar cadastrado na Associação dos Mototaxistas. Sem qualquer um destes requisitos, o motorista estará exercendo a atividade de forma ilegal, portanto estará passível de multa", esclareceu.

A sede da associação ainda funciona provisoriamente na residencia de seu presidente, mas em breve será instalada no Terminal Rodoviário Sebastião Barros. O valor mensal da contribuição é de R$ 15 reais. Confira a lista dos membros da diretoria da ASMOTAC:

Presidente: Venceslau Souza Maciel

Vice-presidente: Vagnilto Alves Pereira

Tesoureiro: Raimundo Bispo de Souza

1º Secretário: Ricardo Lago 

2º Secretário: Ivanildo de Souza Ribeiro

1º Conselheiro: Leurenizio Ribeiro Lopes

2º Conselheiro: Agilton de Souza Barros

 

Solenidade de posse

comemoração após solenidade de posse

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp