04/11/2014 às 16h10min - Atualizada em 04/11/2014 às 16h10min

João Mádison responsabiliza PT por empréstimos não liberados

Deputado concedeu entrevista, na manhã desta terça, à TV Cidade Verde

Cidade Verde

O deputado estadual João Mádison (PMDB) disse, em entrevista ao Notícia da Manhã desta terça-feira (4), que acredita que a não liberação dos empréstimos aprovados pela Assembleia Legislativa junto ao Banco do Brasil e ao Banco do Nordeste é responsabilidade do PT. As críticas foram uma resposta ao requerimento apresentado na segunda-feira (3) pelo deputado estadual Merlong Solano (PT) que sugere intervenção no Governo do Estado por descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal

"Essa intervenção não tem sentido. O Merlong está criando um factóide. Quando Wellington Dias saiu do Governo do Estado ele também descumpriu a Lei de Responsabilidade. O Fundo de Participação dos Estados caiu. A economia está em crise. Isso contribui para que as finanças não estejam em dia. Se alguém tem responsabilidade é o Governo do PT", disparou o peemedebista.

Oposição certa ao futuro governador Wellington Dias, João Mádison responsabilizou o PT pela não liberação dos empréstimos junto ao Banco do Brasil e ao Banco do Nordeste. "Tenho certeza que o PT tem as mãos nisso para proibir que os bancos liberassem os empréstimos. Por isso o Rodoanel e outras obras importantes estão paradas. Se tivéssemos esses empréstimos, nossas obras estariam em andamento. O PT quer transformar isso aqui em uma Bolívia ou em uma Venezuela", disse.

Homem de confiança do atual governador Zé Filho (PMDB), João Mádison tentou tranquilizar o servidor público estadual. Desde a última sexta-feira (31), quando o Governo do Estado anunciou cortes nos gastos para se adequar à Lei de Responsabilidade Fiscal, funcionários públicos estão apreensivos.

"Isso é só para criar terrorismo político. O governador Zé Filho está tranquilo. Vamos pagar o 13º e a folha no dia 7. A partir de janeiro, Wellington vai tomar conta do governo. O que não pode é o PT querer antecipar isso", argumentou.

Sobre o orçamento para 2015, João Mádison afirmou que defenderá repasse diferenciado para o Ministério Público e para o Tribunal de Justiça. "O orçamento que foi para lá foi feito pela equipe do governador Zé Filho. Defendo que o Ministério Público e o Tribunal de Justiça tenham um aumento diferenciado. Irei defender isso na Alepi", finalizou.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp