18/11/2014 às 11h42min - Atualizada em 18/11/2014 às 11h42min

Chuva provoca estragos no Sul do PI, mas não supera estiagem

Região necessita da chuva, mas não é preparada para recebê-la.

Portal AZ - Dulce Furtado

A forte chuva que atingiu o Estado no início desta semana deixou estragos em várias cidades da região Sul do Piauí. Segundo Arinaldo Leal, presidente da Associação dos Municípios do Piauí (APPM,) a precipitação foi uma mistura de alívio e transtornos para os moradores, já que aquela região necessita da chuva, mas não é preparada para recebê-la. 

“A chuva que caiu ontem (17) dava para o mês todo. Quando acontece isso a situação fica muito grave, porque nossa região não é preparada para esse tipo de chuva. É necessário que chegue algum tipo de assistência”, declarou.

Apesar de a forte chuva ter deixado estrago em alguns pontos do Estado, para algumas cidades ainda não foi suficiente para superar a estiagem. Muitos reservatórios continuam vazios, não mantendo água suficiente para consumo dos moradores.

“Essas chuvas iniciais, apesar de fortes, ainda não foram suficientes para renovar os nossos reservatórios. A maior parte do sul do Estado sofre com a estiagem e levará um tempo para repô-los, então por enquanto, nada de suspender o decreto emergencial”, explicou.

Além da situação da seca nos municípios, Arinaldo Leal falou ainda sobre a condição financeira das cidades, que também esta precária. Segundo ele, o aumento do Fundo de Participação do Estado (FPM) esperado para este mês não virá, deixando os municípios com extrema dificuldade.

“Esperamos um aumento significativo para o mês de novembro, mas não vai vir. Estamos buscando juntar a bancada federal em Brasília para melhorar esta situação, já que enfrentamos extrema dificuldade”, disse.

Arinaldo Leal explicou ainda que o décimo terceiro salário, na qual os prefeitos tinham medo de não conseguir pagar, já esta garantido. “O décimo esta garantido, mas algumas cidades não conseguiram cumprir a tabela de pagamentos de dezembro”, finalizou.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp