20/11/2014 às 16h38min - Atualizada em 20/11/2014 às 16h38min

Poder Judiciário prorroga prisão temporária de suspeita de envolvimento no homicídio da professora Cristiane Melo

Juiz também determina quebra de sigilo bancário

Portal Corrente

O Juiz de Direito da Comarca de Corrente, Carlos Marcello Sales Campos, deferiu o pedido da Polícia Civil e prorrogou por mais 30 dias a prisão temporária da empresária E.P.S., suspeita de envolvimento no assassinato da professora Cristiane Melo da Cunha. Em sua decisão, o juiz afirma que a prisão da suspeita seria medida necessária ao êxito das investigações.

O magistrado também deferiu o pedido de quebra de sigilo bancário da suspeita, do executor do crime, Emanoel Santos Soares, da vítima e do seu ex-marido.

O crime que chocou o município de Corrente aconteceu no dia 16 de outubro, quando a professora foi executada com dois tiros pelas costas em seu comércio, uma mercearia localizada no bairro Morro do Pequi.

O processo de nº 0000703-81.2014.8.18.0027, disponível para consulta pública, tramita na Comarca de Corrente.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp