07/02/2015 às 02h58min - Atualizada em 07/02/2015 às 02h58min

Soldado é morto em tentativa de assalto ao filho do governador

Crime aconteceu na noite desta sexta-feira em Teresina

Portal AZ

O soldado Francisco das Chagas Nunes morreu durante troca de tiros com dois assaltantes que tentavam assaltar o filho do governador Wellington Dias. 

Vinicius, filho do governador, ía participar de um grupo de orações na casa de colegas, quando ao descer do carro, os bandidos o cercaram querendo tomar o veículo.

O militar Francisco das Chagas Nunes, que era o motorista do carro, imeditamente sacou o revólver, atingindo os dois bandidos. Um está no hospital e outro fugiu para Timon.

A polícia ainda não revelou os nomes dos dois bandidos, mas já se sabe que um deles acaba de ser liberado pela Justiça.

Há neste momento visível revolta entre os policiais civis e militares com a constatação de que um dos assassinos do motorista do filho do governador já é reincidente, acaba de ser solto pela justiça.

 

Menor acusado de assassinar o policial militar
 

"A gente prende e um juiz qualquer manda o bandido de volta para matar as pessoas de bem", reagiu um oficial da PM.

 

O governador Wellington Dias (PT) se manifestou, através de nota, sobre a morte do policial militar Francisco da Chagas Nunes, morto durante uma tentativa de assalto ao filho do governador, Vinicius Dias. Wellington se diz comovido e indignado com o ocorrido e prometeu combater a violência com rigor.

Confira a nota

Recebi com muita comoção e indignação a notícia do assassinato do policial Francisco das Chagas Nunes, ocorrido na noite desta sexta-feira, quando tentou evitar a ocorrência de assalto a meu filho, Vinícius Dias, que se dirigia a um círculo de oração, em uma residência na Zona Leste de Teresina.

Solidarizo-me com a família e destaco a honradez, coragem e fidelidade do policial ao seu trabalho.

A violência, infelizmente, se tornou uma doença nos últimos anos e precisa ser combatida com muito rigor. Ninguém está imune a uma tragédia desta natureza, mas o dever inevitável diante desse e qualquer outro caso é reforçar ainda mais uma luta incansável contra a bandidagem. Usaremos toda a severidade e austeridade no combate aos que banalizam a vida de nossos cidadãos. 

O Governo do Estado do Piauí e a Polícia Militar prestarão toda a assistência necessária à família do policial.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp