11/02/2015 às 15h18min - Atualizada em 11/02/2015 às 15h18min

Prefeito Zé Simão confessa assassinato da esposa Gercineide Rabelo

"Ele contou detalhes de como cometeu o crime, inclusive, utilizando um travesseiro com a ajuda da empregada para abafar o som do disparo", revelou o futuro Secretário de Segurança,capitão Fábio Abreu.

GP1
Delegado Geral de Polícia Civil, Riedel Batista
Atualizada em 11/02/2015 - 12h16
O delegado geral da Polícia Civil, Riedel Batista concedeu entrevista sobre o caso e revelou que o assassinato da primeira-dama Gercineide Monteiro está elucidado. Ele ainda disse que a vítima foi assassinada enquanto dormia. Gercineide Monteiro tinha dois filhos com o prefeito.

"Gercineide foi assassinada pelo prefeito Zé Simão com a ajuda da empregada Noêmia Maria, coautora do crime". O delegado geral afirmou que não revelaria detalhes da relação entre o gestor e a empregada em respeito aos femiliares da vítima.

“O caso está 100% solucionado, os detalhes sobre a relação entre os dois acusados não serão revelados agora para resguardar a família da vítima. O inquérito deve ser concluído em até 10 dias. Os dois serão indiciados por homicídio duplamente qualificado, pois a vítima não teve como se defender e porque foi por motivo fútil. Por se tratar de um crime hediondo as vítimas podem pegar até 30 anos de prisão”, disse Riedel.
 
Já o delegado Willame Moraes afirmou que, em depoimento, Noêmia confessou o crime e revelou que após o prefeito realizar o disparo na primeira-dama, ele a entregou a arma para que ela a escondesse.

O prefeito Zé Simão e a Noêmia Maria saíram por volta das 10h20 da sede da Delegacia Geral, para fazerem exames de corpo e delito no Instituto de Medicina Legal (IML). Depois o prefeito será encaminhado para uma unidade da Polícia Civil e Noêmia para a Penitenciária Feminina. 
Imagem: Brunno Suênio/GP1
Prefeito foi conduzido ao IML(Imagem:Brunno Suênio/GP1)

Prefeito foi conduzido ao IML(Imagem:Brunno Suênio/GP1)

Prefeito foi conduzido ao IML
Imagem: Brunno Suênio/GP1
Acusada também foi encaminhada ao IML.(Imagem:Brunno Suênio/GP1)

Acusada também foi encaminhada ao IML.(Imagem:Brunno Suênio/GP1)

Acusada também foi encaminhada ao IML.

Atualizada às 10hrs

O advogado Lucas Villa, conhecido por trabalhar com a família de Fernanda Lages, se encontra neste momento na sede da Delegacia Geral de Polícia. Ele deve representar o prefeito Zé Simão. Ao chegar na delegacia, o advogado afirmou que só irá se pronunciar após tomar conhecimento dos fatos dentro do inquérito.

Imagem: Brunno Suênio/GP1
Advogado Lucas Villa(Imagem:Brunno Suênio/GP1)

Advogado Lucas Villa(Imagem:Brunno Suênio/GP1)

Advogado Lucas Villa

Atualizada 9h40

O prefeito Zé Simão e a empregada Noemia Maria da Silva Barros, de 43 anos, chegaram à sede da Delegacia Geral da Polícia Civil por volta das 9h15 desta quarta-feira (11). Questionado pela imprensa sobre a motivação do crime, o prefeito apenas afirmou que “a pessoa que cometeu o crime já está presa”.
Imagem: Brunno Suênio/GP1
Prefeito Zé Simão(Imagem:Brunno Suênio/GP1)

Prefeito Zé Simão(Imagem:Brunno Suênio/GP1)

Prefeito Zé Simão
O delegado Willame Moraes afirmou que apesar do crime estar elucidado, ele ainda vai ouvir novamente o prefeito e a empregada Noemia Maria sobre o assassinato da primeira dama. 
Imagem: Brunno Suênio/GP1
Gerente de Policiamento do Interior, delegado Willame Moraes(Imagem:Brunno Suênio/GP1)

Gerente de Policiamento do Interior, delegado Willame Moraes(Imagem:Brunno Suênio/GP1)

Gerente de Policiamento do Interior, delegado Willame Moraes

Gercineide Monteiro tinha 35 anos e foi assassinada com um tiro na nuca. A bala se alojou no lado direito do seu rosto. O prefeito já confessou para a polícia que foi ele quem fez o disparo e a empregada de sua residência, com quem ele tinha um caso, escondeu a arma do crime.

A empregada já confessou o crime e disse onde estava arma, que foi apreendida pela polícia. Segundo Willame Moraes, a motivação do crime seria os ciúmes que o prefeito tinha da sua esposa.
Imagem: Brunno Suênio/GP1
Noêmia Maria da Silva Barros(Imagem:Brunno Suênio/GP1)

Noêmia Maria da Silva Barros(Imagem:Brunno Suênio/GP1)

Noêmia Maria da Silva Barros

Atualizada 8h20

O futuro Secretário de Segurança Pública, capitão Fábio Abreu, confirmou ao GP1 a prisão do prefeito do município de Lagoa do Sítio, José de Arimateia Rabelo, mais conhecido como Zé Simão, que confessou ter matado a própria esposa Gercineide Rabelo com a ajuda da empregada com quem tinha um relacionamento extraconjugal.
Imagem: Reprodução
Zé Simão e Gercineide(Imagem:Reprodução)

Zé Simão e Gercineide(Imagem:Reprodução)

Zé Simão e Gercineide
De acordo com o capitão Fábio Abreu, os dois réus confessos foram trazidos para Teresina e a Polícia Civil considera o caso elucidado. “Ele contou detalhes de como cometeu o crime, inclusive, utilizando um travesseiro com a ajuda da empregada para abafar o som do disparo na cabeça da vítima”, revelou o capitão Fábio Abreu, que acrescentou que o prefeito premeditou o crime, agindo com frieza.
Imagem: Brunno Suênio/GP1
Capitão Fábio Abreu(Imagem:Brunno Suênio/GP1)

Capitão Fábio Abreu(Imagem:Brunno Suênio/GP1)

Capitão Fábio Abreu
A arma utilizada no homicídio, um revólver calibre 38, foi apreendida e está à disposição da Polícia Civil, que já se deslocou até o município de Lagoa do Sítio para realizar a perícia e levantar maiores detalhes para enriquecer o inquérito.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp