16/05/2013 às 17h14min - Atualizada em 16/05/2013 às 17h14min

Carros de som serão fiscalizados em Corrente

Proprietários e condutores dos veículos serão orientados. O cadastro é obrigatório.

Portal Corrente

Os carros e motos de som são amplamente utilizados em Corrente para divulgação de todo tipo de atividade comercial e cultural. Supermercados, lojas, promotores de eventos e instituições fazem uso dos serviços de divulgação sonora como meio de levar a toda a comunidade o seu produto ou o seu evento, tanto pelo relativo baixo custo quanto pela abrangência, sendo parte fundamental do giro da economia no município. O caso é que a própria comunidade tem se queixado de irregularidades cometidas por alguns profissionais da área que desrespeitam horários, volume e locais onde há restrição para o uso de divulgação sonora, como escolas e hospitais.

Na Sessão Ordinária n° 640 da Câmara de Vereadores foi aprovado um requerimento, de autoria da vereadora Juliana, solicitando informações ao Superintendente de Meio Ambiente sobre como está a situação dos carros de som no município, seus cadastros, se está tudo na forma da lei. Ainda segundo a vereadora, em seu discurso, ela afirma que não é contra os carros de som mas quer saber se todos estão adequados às regras.

Em resposta ao requerimento, a Superintendência de Meio Ambiente comunicou, por meio de ofício encaminhado à Câmara,  que o cadastramento dos veículos de som iniciou em 29 de abril, pela Gerente de Análises Técnicas, Suele Nogueira, e que será finalizado no dia de hoje, 16 de maio.

Segundo Suele, será marcada uma reunião para a próxima semana, com data, local e horário a serem definidos, onde todos os proprietários e condutores de veículos que fazem propaganda sonora serão convocados a comparecerem. Nesta reunião estarão presentes  o Secretário de Trânsito, a Gerência de Trânsito, a Superintendência de Meio Ambiente, Agentes de Trânsito, o Delegado da Polícia Civil e o Promotor Público, onde serão passadas orientações e readequações obrigatórias para a inspeção técnica dos veículos e posteriori emissão de alvarás.

“Os veículos que não se cadastraram devem procurar imediatamente a Superintendência do Meio Ambiente”, enfatiza Suele, que ainda esclarece que os veículos não cadastrados não poderão efetuar suas atividades no município.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp