29/05/2015 às 15h12min - Atualizada em 29/05/2015 às 15h12min

Cepro analisa que safra piauiense deve crescer 22,4% este ano

Dado compõe o boletim analítico “Conjuntura Econômica Trimestral”, realizado pela Fundação Cepro.

CCOM

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apresentou, recentemente, o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) referente a março de 2015, com a previsão de novo recorde da safra agrícola do Piauí, dado que compõe, inclusive, o boletim analítico “Conjuntura Econômica Trimestral”, realizado pela Fundação Centro de Pesquisas Econômicas e Sociais do Piauí (Cepro). De acordo com os números, a safra deverá atingir 3.385.710 toneladas de grãos, o que corresponde a 22,4% de crescimento em relação à safra de 2014.

"As fortes variações observadas são explicadas pela decepcionante safra de 2014, que foi impactada pelo período de seca que obtivemos no estado no ano passado”, explica o economista e presidente da Cepro, Cezar Fortes. Segundo ele, as novas estimativas de produção de grãos no estado confirmam a crescente importância do cultivo de milho e soja em relação à produção total. “Enfatizo ainda que estas duas culturas já representam 92% do volume total de grãos produzidos no Piauí”, acrescenta.

A área plantada de grãos no Piauí ficará praticamente estagnada em 2015, segundo a análise dos economistas. Serão cultivados grãos em 1.370.609ha, contra 1.383..183ha realizados no ano de 2014, significando uma pequena redução de 0,9%. “Com relação aos dois cultivos mais significativos, destaque para o crescimento da área dedicada à soja (+6%) e a redução de 1,7% na relativa ao milho”, explica Cezar Fortes.

O arroz ocupa o terceiro lugar em volume produzido no setor agrícola do Piauí. Nesta safra, segundo o boletim, a queda da produção foi provocada pelo veranico, em janeiro deste ano, além da redução das áreas plantadas dos projetos agrícolas, em função da alternância das culturas. Há a previsão de colher 138.902 toneladas em 2015, queda de 3,7%, em relação ao ano anterior. A área plantada, segundo o levantamento do IBGE, será de 82.071 hectares, retração de 21,9%.

Já o feijão, apresenta estimativa de produção de 99.195 toneladas para 2015, crescendo 79,5% em relação à safra anterior, fortemente atingida pela seca de 2014, além do atraso na distribuição de sementes fora do calendário agrícola. Quanto à cultura do algodão, o economista explica que existe previsão de incremento na produção de 14,8% e na área plantada de 17,7%, tendo em vista a retomada das áreas trabalhadas nos Cerrados piauienses.

Conjuntura Econômica

O boletim analítico Conjuntura Econômica é um periódico organizado pela Fundação Cepro com o objetivo de promover o debate e a análise sobre a economia piauiense, bem como fornecer subsídios ao gestor público para tomada de decisões. A partir deste estudo, a Fundação leva aos pesquisadores uma análise de dez segmentos da economia piauiense, abordando uma visão macroeconômica e apontado os principais setores de crescimento do estado, tais como: Agricultura, Comércio Varejista, Serviços, Indústria, IPC, Comércio Exterior, Transporte Aéreo, Finanças Públicas (ICMS, FPE, IPVA), Previdência Social e Emprego Formal no Estado do Piauí.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp