08/04/2015 às 11h29min - Atualizada em 08/04/2015 às 11h29min

Dr. Hélio defende que reforma administrativa não prejudicará servidores públicos

Durante a manhã de ontem (7), o governador Wellington Dias (PT) esteve reunido com os deputados estaduais na Assembleia Legislativa

Alepi

Durante a manhã de ontem (7), o governador Wellington Dias (PT) esteve reunido com os deputados estaduais na Assembleia Legislativa para debater as mudanças que poderão ser ocasionadas com a aprovação da reforma da Lei Orgânica da Administração Pública do Estado. Para o deputado estadual Dr. Hélio Oliveira (PTC), a reforma administrativa não prejudicará os servidores públicos, tendo em vista que as garantias conquistadas pelos trabalhadores serão mantidas.

 

“A nossa preocupação é preservar os direitos dos servidores, tendo uma perspectiva de melhorar ainda mais as garantias concedidas ao trabalhador. E isso o governador garantiu aos deputados, pois as mudanças estão sendo executadas para aprimorar o serviço que é prestado hoje aos cidadãos. Órgãos que deixam a desejar, como a Agespisa, poderão ter seus serviços melhor adequados àquilo que a sociedade necessita”, argumenta Dr. Hélio.

 

A reforma administrativa apresentada pelo Governo do Estado prevê a manutenção das 20 secretarias existentes, bem como os 10 órgãos similares. No entanto, o Instituto de Terras do Piauí (Interpi) e a Fundação de Cultura do Piauí (Fundac) vão ganhar status de secretaria. Enquanto o Instituto de Assistência e Previdência do Estado (Iapep) ficará apenas responsável pela administração dos planos de saúde, tornando-se Iapep Saúde.

 

“A previdência estadual ficará subordinada à Secretaria de Administração, proporcionando maior equilíbrio para as finanças do Governo. Entendemos que as mudanças propostas pelo governador são uma forma de elevar a importância de alguns órgãos da administração estadual, com o intuito de aproximar as secretarias da real necessidade dos piauienses”, defende Dr. Hélio.

Entre as mudanças também está prevista a transformação da Agespisa, que deixará de ser empresa pública para ser transformada em autarquia, passando a se denominar Instituto de Águas e Esgotos do Estado do Piauí.

 

 

Ascom Parlamentar - Edição: Katya D'Angelles 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp