18/06/2015 às 19h16min - Atualizada em 18/06/2015 às 19h16min

Fernando Monteiro fala sobre o Dia dos Portadores de Doença Celíaca

Deputado considerou “acanhada” a primeira campanha de conscientização da doença

Alepi

O deputado Fernando Monteiro (PTB) disse, hoje (18), que pela primeira vez a Lei 6.445/2013 de sua autoria que institui o Dia Estadual de Luta dos Portadores de Doença Celíaca (19 de junho) será cumprida amanhã. Ele afirmou que é importante o início do cumprimento da lei, mas considerou “acanhada” a primeira campanha de conscientização da doença que prevê a realização de dois eventos, um no mercado central de Teresina, na manhã desta sexta-feira, e outra no Parque Potycabana, a partir das 18 horas do mesmo dia.

 

Fernando Monteiro declarou que a lei determina que a Secretaria Estadual de Saúde realize campanhas publicitárias e distribuição de folhetos em postos de saúde e hospitais visando conscientizar a população sobre os perigos do consumo de alimentos que contenham gluten, principalmente pelas crianças. Ele declarou que “é melhor prevenir do que remediar e as ações preventivas trazem economia e grande retorno para o setor público”.

 

Declarou o parlamentar petebista que as campanhas são importantes porque a maioria das pessoas não conhece a doença celíaca e não sabe como se prevenir. Ele defendeu ainda que as pessoas precisam fazer um exame clínico para saber se são ou não portadores da doença e que a merenda distribuída nas escolas deve ser diferenciada a fim de impedir que crianças que sofram da doença celíaca consumam alimentos com glutén. “Esperamos que no ano que vem, a nossa lei seja cumprida em sua totalidade”, ressaltou Fernando Monteiro.

 

A doença celíaca é um transtorno que ocorre em pessoas de todas as idades a partir da infância. Os sintomas incluem dor e desconforto no sistema digestivo, atraso do desenvolvimento fisiológico em crianças, embora seja possível que estes sintomas não cheguem a se manifestar. Muitas das pessoas com a doença apresentam deficiência de vitaminas devido à diminuição da capacidade do intestino delgado em absorver de forma eficaz os nutrientes dos alimentos.

 

J. Barros - Edição: Caio Bruno


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp