23/06/2015 às 17h50min - Atualizada em 23/06/2015 às 17h50min

Cícero Magalhães rebate acusações e cobra investigação contra o PSDB

Deputado afirmou que o Juiz Sérgio Moro está fazendo "palel de palhaço a serviço da direita"

Alepi

O deputado Cícero Magalhães (PT), fez discurso em resposta ao pronunciamento do deputado Robert Rios (PDT). Em sua fala ele  afirmou que o Juiz Sérgio Moro está fazendo "palel de palhaço a serviço da direita".

 

 

Segundo o deputado o juiz está prendendo para investigar, "o que é um desrespeito à Constituição". O petista questionou ainda sobre os mensalões mineiro e paulista, admitindo que talvez seja por isso que os senadores Aécio Neves e Aloísio Nunes do PSDB, foram para a Venezuela, praticar uma grande deselegância com o governo daquele país.

 

Cícero Magalhães afirmou que podem fazer o que quiserem, mas ele não deixará de ser petista. Defendeu o ex-presidente Lula, afirmando que nenhum presidente brasileiro defendeu tanto os mais necessitados. Lembrando o tempo em que foi oposição, Magalhães disse que quase apanhou, quando afirmou que o governo Wilson Martins não concluiria as obras que iniciou.

 

Em aparte, a deputada Flora Izabel (PT) disse que o PT realmente precisa de uma imprensa alternativa, considerando parcial o comportamento de alguns veículos, especialmente a TV Globo e a revista Veja. Ressaltou que o PT respeita a soberania dos outros países. Sobre as acusações que fazem contra o Instituto Lula, ela lembrou que o Instituto FHC recebeu recursos públicos, enquanto o outro recebeu apenas de empresas privadas.

 

Também em aparte, o deputado João de Deus (PT), líder do governo, defendeu o PT, afirmando que ele completou 36 anos de existência, travando importantes lutas, para em seguida considerar que tudo o que está havendo hoje não é nada mais que uma campanha para desacreditar o partido. Ele lembrou os episódios da prisão de Abílio Diniz, quando usaram uma camisa do PT, só para confundir e depois a acusação de que o PT fazia parte das FARCs.

 

OPOSIÇÃO - O deputado Evaldo Gomes (PTC) ofereceu também um aparte, para dizer que o PT passa a impressão de que se discute "apenas quem rouba mais no país, se o PT ou o PSDB", partidos que ele colocaria em um mesmo saco. Cícero Magalhães interferiu para dizer que colocaria também no saco o PTC, pois o saco é grande. Evaldo Gomes concluiu seu aparte observando que o PT hoje critica o Juiz Moro, mas nunca criticou Juízes que só prendem ladrões de galinha.

 

 

O deputado Cícero Magalhães concluiu seu pronunciamento estranhando que os políticos que hoje atacam o PT e procuram tirar proveito de um problema na Venezuela, nunca visitaram presos políticos no próprio Brasil, como foi o caso do Zé Rainha. Ele insistiu em defesa do ex-presidente Lula, que segundo ele só fez o bem ao Brasil e ao Piauí.

 

Raimundo Cazé - Edição: Katya D'Angelles


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp