15/08/2015 às 14h34min - Atualizada em 15/08/2015 às 14h34min

Deputado defende 14° salário para enfermeiros

O deputado Evaldo Gomes (PTC) defendeu a proposta durante audiência pública realizada na última quinta (13) na Assembleia,

Alepi

O deputado Evaldo Gomes (PTC), durante audiência pública realizada hoje (13) na Assembleia, defendeu que o Governo do Estado pague também aos profissionais da Saúde o décimo terceiro e décimo quarto salário, proposto aos profissionais da Educação. “Eu acho que não podemos ter dois pesos e duas medidas”, afirmou o deputado. Requerida pelo deputado, audiência pública para discutir a atual situação dos profissionais de enfermagem foi realizada na manhã desta quinta-feira, no Plenarinho da Assembleia Legislativa.

 

Estiveram presentes os deputados Dr. Pessoa (PSD), Dr. Hélio (PTC) e o líder do Governo, deputado João de Deus(PT). Representantes da categoria de Enfermagem, o secretário de Saúde do Estado, Assis de Oliveira Costa. Entre outros representantes dos profissionais de Enfermagem. Entre outros tema da audiência pública estavam as condições de trabalho, plantão noturno, insalubridade, cargos e salários, direito à greve, entre outros. O secretário de Saúde informou que existe uma comissão estudando o assunto e que as reivindicações poderão ser implantadas em dezembro.

 

“Nosso papel é o de intermediar o diálogo entre a categoria e o Governo do Estado. Esperamos encontrar uma saída para o impasse. A categoria cobra as gratificações, talvez seja uma das principais reivindicações deles, e o secretário de saúde deixou bem claro na sua fala que já tem uma comissão, um estudo, para se resolver o impasse. Mas o tempo apresentado pelo secretário é que não agrada nem a categoria”, afirmou Evaldo Gomes.

 

O deputado Dr. Pessoa pediu a palavra para dizer que está do lado dos trabalhadores e que tem o papel fundamental, que é o de intermediar a situação dos profissionais de Enfermagem e que se faz necessário priorizar quem trabalha. “Não se faz saúde sem o faxineiro, enfermeiros, médicos e outros profissionais da área. Sem eles, eu como profissional da saúde, por exemplo, não faço nada. Vocês, trabalhadores, devem se aproximar mais das propostas. Estou do lado dos trabalhadores”, comentou o parlamentar.

 

Líder diz que audiência é grande oportinidade de debate 

 

Segundo Dr. Hélio os avanços nos serviços do Hospital Dirceu Arcoverde, em Parnaíba, criticado por profissionais da área, durante as colocações abertas à categoria, e disse que o hospital não está um caos, como foi salientado. Avaliou que reivindicações dos servidores da saúde são justas. “Nós observamos que há uma dicotomia muito grande. Defendo o projeto de priorização das pessoas da saúde. Ignorar o momento em que se vive é fechar os olhos para a realidade”, enfatizou o deputado Dr. Hélio.

 

Para o líder do Governo a audiência pública é um espaço em que se aproveita para dar oportunidade que as insatisfações da categoria sejam relatadas e para o Governo se posicionar sobre o que é possível e que está sendo trabalhado e quais as limitações que tem. “A partir desse contexto é preciso trabalhar e avançar em pautas. O secretário de Saúde colocou as preocupações do governo, de forma que às vezes não se tem tudo, mas também não saímos daqui de mãos abanando, dizendo que não saiu nada. O Governo está tentando avançar na melhoria, reconhece as dificuldades na área da saúde, reconhece os problemas enfrentados e por outro lado está confiante na perspectivas de vencer esses obstáculos. A audiência pública é sempre positiva e vamos tentar aí, avançar em pautas, antecipando algumas propostas que o governo já fez, afim de que possa contemplar a categoria”, disse João de Deus.

 

Lindalva Miranda - Edição: Katya D'Angelles


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp