31/08/2015 às 10h14min - Atualizada em 31/08/2015 às 10h14min

Bom Jesus é destaque nacional por quantidade de doutores

A cidade de Bom Jesus é a segunda do país com maior percentual de doutores em relação ao número de habitantes

CCOM

A Universidade Estadual do Piauí (Uespi), campus José Vaz Díaz, localizada no município de Bom Jesus, no Sul do estado, possui professores titulados, que somados aos profissionais da Universidade Federal (UFPI) e da Escola Técnica do Piauí, faz do município a segunda cidade do país que mais possui doutores, ficando atrás somente da cidade de São Carlos, em São Paulo.

De acordo com o diretor da Uespi de Bom Jesus, Gasparino Batista, o título traz muitas vantagens para a região. “A questão da nossa titulação, dos professores, da docência superior, traz muitas vantagens para a região. Primeiro a questão do ensino, considerado de qualidade em ambas as universidades, tanto na Uespi quanto na UFPI. Depois vem dois binômios muito importantes que completam o objetivo da universidade, que é a extensão e a pesquisa”, comenta Gasparino.

Somente na Universidade Federal do Piauí, campus Cinobelina Elvas, estão concentrados 70% desses profissionais. De acordo com o diretor da UFPI, Stélio Bezerra, desde que foi fundada, a Universidade conseguiu manter um número satisfatório de doutores no campus.

“São professores que vieram para cá aprovados em concursos públicos, com um currículo de excelente qualidade e aqui desenvolvem trabalho nas diferentes linhas de pesquisa de sua formação. Esse número de doutores possibilitou que o campus sempre se destacasse a nível nacional e regional, pela proporcionalidade em relação à quantidade de habitantes da cidade, então nós temos uma cidade que possui aproximadamente 25 mil habitantes e um bom percentual de doutores”, destaca o diretor da UFPI.

A cidade é a última fronteira agrícola do país e concentra a maior parte da produção de grãos e sementes nos Cerrados piauienses, fato que faz do município um polo atrativo para estudantes e pesquisadores de diferentes estados do país.

Recém formada, a estudante Nayana Alves saiu da capital piauiense para o município de Bom Jesus com o objetivo de realizar mestrado em solos. “Eu me formei em Teresina e o que me trouxe ao Sul do estado foi a oportunidade que encontrei por eu ter afinidade com o solo. Como a gente sabe, o Cerrado piauiense está em expansão e assim posso investir no meu mestrado e futuramente fazer aqui um doutorado”, explica.

O coordenador do curso de Letras Português da Universidade Estadual do Piauí, Adriano Drummond, realizou cursos de pós-graduação em diferentes estados e seu destino foi o interior do Piauí. “Eu sou formado em letras pela Universidade Federal de Minas Gerais, onde realizei meu mestrado, fiz doutorado na Universidade de São Paulo e estou aqui no campus como professor de literatura desde 2010”, conta.

Assim como Nayane, vários estudantes do Nordeste se direcionam ao Extremo-Sul do Piauí, buscando novas oportunidades. Para os professores, o destaque da cidade é de fundamental importância para a qualificação profissional, assim como para movimentar a economia local, é o que explica o coordenador e doutor em solos da Universidade Federal do Piauí, Everaldo Moreira.

“Somos em média 100 docentes no campus e temos aqui docentes das várias regiões do país e do estrangeiro também. A realidade da cidade mudou drasticamente para melhor. Hoje, Bom Jesus é uma cidade universitária, o que contribui para o comércio local, para o setor imobiliário e sem falar no conhecimento que é gerado e traz frutos a essa região”.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp