15/03/2016 às 13h33min - Atualizada em 15/03/2016 às 13h33min

Secretaria de Segurança lança aplicativo para denúncia anônima de tráfico de drogas

Denúncias podem ser feitas de qualquer cidade do Piauí

CCOM

A Secretaria de Estado da Segurança Pública, por meio do Núcleo de Inteligência e da Delegacia de Entorpecentes, lançou oficialmente um aplicativo para smartfones que tem o objetivo de ser mais uma ferramenta para a sociedade piauiense para denunciar o tráfico de drogas. Em poucos dias funcionando em fase de testes, já foram realizados 507 dowloads e registradas 70 denúncias.

Para baixar o aplicativo no aparelho celular basta acessar o play store e buscar “DEPRE” ou acesse o linkhttps://play.google.com/store/apps/details?id=xdk.intel.deunuciapcpi.ad.dev&hl=pt_BR.

De acordo com o delegado Alessandro Barreto, coordenador do Núcleo de Inteligência da SSP-PI, essa é uma iniciativa pioneira no país e garante total anonimato ao denunciante.

A Delegacia de Entorpecentes já recebe, por dia, uma média de 10 denúncias pelo telefone (86) 3216-5281 e outros meios. Com isso, nos dois primeiros meses do ano já foram instaurados 97 inquéritos, batendo recorde de prisões e apreensões de drogas.

O secretário da Segurança, Fábio Abreu, destacou que outras ferramentas estão sendo preparadas para auxiliar o combate à criminalidade. “Hoje colocamos o aplicativo oficialmente para os piauienses em todos os municípios. Com o apoio da comunidade, dando esse retorno por meio das denúncias, também podemos elaborar nossas operações de combate à criminalidade. É preciso destacar o trabalho do nosso Núcleo de Inteligência desenvolvendo ferramentas importantes, acompanhando essa tendência tecnológica”, diz Abreu.

“As denúncias podem ser feitas de qualquer cidade do Piauí de forma anônima e segura, pois não há recolhimento de nenhum dado pessoal ou número de telefone do denunciante. A pessoa vai escolher o município e depois escrever um texto com detalhes da denúncia. Quanto mais detalhes, melhor o auxílio à polícia”, explica Alessandro Barreto.

“Em seguida, nossa equipe da Depre irá investigar e, comprovada a denúncia, vamos buscar a Central de Inquéritos para que o juiz Luis Moura possa expedir os madados de busca. Vamos cumprir e o resultado será prisões e apreensões de drogas. Ganha a sociedade”, destaca o coordenador da Depre, delegado Menandro Pedro, aproveitando para agradecer o apoio da Secretaria da Segurança e do Núcleo de Inteligência.

O programa foi desenvolvido pelo delegado Alessandro Barreto e o agente de polícia Marden Lincon, em cooperação com o delegado Everton Férrer e a agente Rafaella Barbosa, todos integrantes da Polícia Civil. Neste primeiro momento, o aplicativo está liberado para sistema Android e em breve será disponibilizado também para IOS.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp