17/03/2016 às 18h12min - Atualizada em 17/03/2016 às 18h12min

Deputado protesta levando boneco pixuleco ao plenário

Alepi

A entrada no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí, na manhã de hoje, 17, do deputado Robert Rios (PDT), com dois bonecos, infláveis, representando respectivamente a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula (Conhecido por “Pixuleco”), uma criação do Movimento Brasil (MBR, causou polêmica entre os parlamentares da base da oposição na Casa.

Robert Rios, sem falar nada, ergueu os bonecos nos braços e os depositou em sua bancada. A deputada Flora Izabel (PT) foi a primeira a pedir a palavra e se colocar contra a atitude do colega. A parlamentar disse que se a atitude do parlamentar fere a democracia brasileira e que ela também iria, se for o caso, fazer protestos pendurando um boneco de Aécio Neves ao seu lado, para protestar. “Meu protesto é esse, senhor presidente, para que fique registrado nos anais desta casa”, resumiu Flora Isabel.

O presidente da Casa, Themístocles Filho, pediu cautela a todos e que iria verificar o regimento da Casa, para saber sobre a situação em questão, mas solicitou ao deputado Robert Rios para que tivesse bom senso e se possível, retirasse os bonecos do plenário, ao que foi prontamente atendido por Robert Rios.

Cícero Magalhães -  O deputado Cícero Magalhães (PT) também pediu a palavra e lembrou que passou quatro anos na Casa, sendo oposição, sozinho, mas que nunca foi desrespeitoso com os colegas. Ele disse ainda que na segunda-feira, poderia vir ao plenário com o seu “pixuleco” de Wilson Martins. “Vou fazer o meu “pixuleco” de Wilson Martins e criar uma guerra. Mas acredito que o nosso relacionamento nesta Casa deve ser  respeitoso”, reiterou Cícero Magalhães.

Rubem Martins -  “O que pegou mesmo, senhores, foi a figura do “pixuleco” da corrupção e da bandidagem”, disse o deputado Rubem Martins (PSB), acrescentou que o discurso da oposição é que é uma fraqueza.

João de Deus - O deputado João de Deus (PT), líder do Governo na Casa,  disse que o fato de o deputado Robert Rios levar os bonecos para o plenário, abre precedentes para que outros parlamentares assim o façam, o que irá deixar fora de foco o papel da Casa. “Temos que ter o mínimo de bom senso, para evitar essa situação, que poderá ativar os ânimos, em palco de interesses outros”, disse João de Deus.

Aluísio Martins - Para o deputado Aluísio Martins (PT) disse que a classe política está no fundo do poço e que cenas como essa não contribuem para a democracia do país, referindo-se ao fato de o deputado Robert rios ter adentrado ao plenário com os bonecos, caracterizados de Lula e Dilma. “Estou desmotivado até com as sessões. O povo não admite deboche”, concluiu.

Luciano Nunes – “Esta Casa sempre teve como característica a boa convivência, e basta pegar um histórico de momentos atrás a oposição aparecia com cartazes de FHC, em protesto. Os deputados são livres para se manifestarem da forma que quiserem’, disse o parlamentar, acrescentando que não concorda com o cerceamento do livre direito da prerrogativa de manifestação”, disse o deputado Luciano Nunes (PSDB), referindo-se ao que disse a deputada Flora Isabel.

Roberto Rios  - O deputado Robert Rios (PDT), também se pronunciou sobre as falas da oposição  e disse mais uma vez, que está sentado na cadeira de deputado, porque foi eleito pelo povo e deve seu poder de parlamentar ao povo. Robert Rios se dirigiu ao presidente da Casa, Themístocles Filho, sobre o questionamento em relação ao Regimento da casa, em relação a sua conduta de levar para o plenário, os bonecos caracterizados de Dilma e Lula. “Molecagem é nomear um homem investigado pela Justiça para ser ministro. Isso aqui é uma Casa do povo”, reiterou Robert Rios.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lindalva Miranda - Edição: Katya D'Angelles


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp