01/07/2017 às 11h17min - Atualizada em 01/07/2017 às 11h17min

Protestos interditam a BR 135 em Corrente e clamam por condições dignas da rodovia

Viviane Setragni
Portal Corrente
Pai, mãe e irmã de Thais Paeslandin, que morreu carbonizada em um acidente da BR 135, juntamente com o marido e dois filhos

A BR 135 foi interditada na manhã deste sábado no município de Corrente com protestos por melhorias e condições dignas de trafegabilidade da rodovia. A paralização teve início por volta das 8h30, sob a ponte do Rio Corrente,  e permaneceu até às 10h totalmente interditada, sendo liberada em breves minutos para fluxo de veículos e posteriormente fechada de novo.

Participaram do protesto pessoas da comunidade, que manifestaram a sua indignação com faixas, cartazes e discursos. Com uma pista estreita, fora dos padrões legais, sem acostamento nem sinalização adequada e ainda com uma pista de rolagem com altura que varia de 20cm à 30 cm, a BR tem sido palco de acidentes diários, especialmente nos últimos 6 meses, certamente por causa da nova camada de asfalto sobreposta sobre as outras já existentes.

Um dos grandes focos da manifestação, além condições intrafegáveis da rodovia, foi também o anúncio da liberação parcial de recursos para a manutenção da BR feita esta semana em Brasília, que não contemplaria o trecho entre Cristalândia e Monte Alegre, mas tendo como foco principal a rodovia nas imediações do município de Bom Jesus, inclusive com a construção de um posto da PRF. Prefeitos, deputados, senadores e até o governador abraçaram a causa, o que no entanto não deu à região mais distante da capital do estado a garantia da realização da obra, resultado da falta de representatividade política da região.


População de Curimatá marcou presença nos protestos
 

Na manhã deste sábado a BR 135 também foi paralizada em outros trechos ao longo do sul do estado, tendo adesão confirmada nos municípios de Gilbués, Bom Jesus, Cristino Castro e Colônia do Gurgueia.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp