09/09/2017 às 19h57min - Atualizada em 09/09/2017 às 19h57min

Poluição e criação desordenada de peixes degradam rio Piracuruca

Alepi
A situação irregular de criatórios de peixe e o desperdício de água na barragem de Piracuruca chamaram atenção da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa. Em audiência pública realizada recentemente, técnicos informaram que a poluição do rio Piracuruca e a falta de regulamentação dos criatórios de peixe podem prejudicar a própria pscultura na região e uso da água do rio para consumo humano e para a agricultura.  Segundo o deputado Marden Menezes (PSDB) não é de interesse que a psicultura deixe de ser praticada na região, mas que ela seja regulamentada. 

Durante a audiência pública, que contou com a participação de técnicos da Secretaria do Meio Ambeinte e do Ministério Público do Estado, do Ibama e outras entidades ficou constatado o problema "e um documento com todos os relatos foi tirado e será encaminhado ás autoridades responsáveis para que possamos proporcionar a coexistência da psicultura, uso da água e lazer naquela barragem que tem um volume de água oito vezes maior que a do açude caldeirão em Piripiri", afirma Marden. 

O parlamentar explicou com a psicultura desgovernada, praticada sem regulamentação pode poluir a barragem. Também participaram da audiêcia os deputados Robert Rios (PDT), Júlio Arcoverde (PP), Dr. Hélio Oliveira (PR), o secretário do Turismo, deputado Flávio Nogueira Júnior (PDT). 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp