20/09/2017 às 12h22min - Atualizada em 20/09/2017 às 12h22min

Ministério da Integração libera 11 milhões para ações emergenciais no Piauí

Recursos vão priorizar ações para abastecimento hídrico nos municípios em situação mais crítica

Barragem Vereda da Cruz, município de Curimatá (foto: Túlio Lustosa)

O governador Wellington Dias, acompanhado do secretário de Estado da Defesa Civil, Hélio Isaías; do senador Ciro Nogueira e do deputado Antônio Félix, esteve, nesta quarta-feira (20), em Brasília (DF), em audiência com o  ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho. Na oportunidade, foram tratadas respostas à crise de abastecimento d’água, principalmente nas regiões entre as divisas dos estados do Piauí com Ceará, Pernambuco e Bahia, que correspondem a 62 municípios.

“Na audiência, conseguimos o compromisso do ministro Helder de, já na próxima semana, ajudar o Piauí na liberação de R$ 11 milhões. Compreendendo a importância do pleito, foi colocado para que se possa tratar emergencialmente do atendimento humano, como nas cidades de Curimatá, São Raimundo Nonato, Jaicós, Fronteiras e em outras cidades que precisam desse atendimento”, informou Wellington.

O secretário da Defesa Civil deverá se reunir, em breve, com a Defesa Civil nacional. "Estamos em um momento difícil no estado do Piauí. O ministro [Barbalho] já sinalizou a liberação de recursos para ações emergenciais nos 40 municípios que estão com dificuldades de abastecimento nas zonas urbanas", adiantou Hélio Isaias.

Na audiência com o ministro foi tratado ainda sobre o projeto relacionado à Adutora de Engate Rápido, em São Raimundo Nonato. Barbalho firmou o compromisso de analisar a solução proposta pelo Tribunal de Contas à Barragem de Castelo. O reservatório será o 2º maior do Piauí, com capacidade de armazenar 2,6 bilhões de metros cúbicos de água, ficando atrás apenas da Boa Esperança, em Guadalupe.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp