29/01/2018 às 18h28min - Atualizada em 29/01/2018 às 18h28min

Sem energia e sem água, correntinos sofrem no final de semana

Viviane Setragni
Portal Corrente

A falta de energia elétrica já não é novidade para os moradores de Corrente e cidades da região Extremo-Sul do estado; se na época de calor falta energia por causa do aumento no consumo, na época de chuva, falta energia por causa dos temporais. E assim o Piauí, um dos líderes nacionais na produção de energia limpa, segue na retaguarda do desenvolvimento nacional pela má distribuição de um serviço essencial.

As diversas quedas e oscilações de energia registradas no último final de semana causaram transtornos e aborrecimento à população. As ocorrências aconteceram em diversos bairros e em diferentes horários. No centro, nas imediações da rua Filemon Nogueira, a queda aconteceu no sábado à noite, por volta das 21h. Até o domingo ao meio-dia, a energia teve bruscas oscilações, obrigando a população a tirar todos os equipamentos elétricos da tomada para evitar prejuízos.

Na região da rua Antonio Nogueira de Carvalho igualmente foram registradas quedas. No domingo à tarde, grande parte dos moradores do Centro ficou completamente sem energia.

A ocorrência mais grave, entretanto, aconteceu no bairro Nova Corrente. Sem energia desde domingo pela manhã, a Estação de Tratamento de Água (ETA) ficou parada, resultando na suspensão do abastecimento para a cidade inteira.

De acordo com informações da Eletrobrás de Corrente, as quedas e oscilações aconteceram de forma aleatória devido aos dois temporais ocorridos no final de semana. A manutenção foi sendo feita conforme a demanda, segundo o atendente. Quanto à Agespisa, a manutenção da rede do bairro Nova Corrente teria sido feita ainda pela manhã de domingo, entretanto na parte da tarde houve nova queda de energia e a manutenção somente aconteceu na manhã dessa segunda.

O chefe da Agespisa de Corrente, Claudeci Fernandes dos Santos, afirma que a manutenção da rede elétrica nas imediações da ETA deveria ser prioridade, pois interfere na prestação de um serviço essencial para a comunidade. "A Agespisa é tratada pela Eletrobrás como se fosse um consumidor comum, mas nós prestamos um serviço essencial e precisamos de atenção especial. A cidade inteira ficou prejudicada pela falta de água", reitera.

Claudeci, que está em Teresina em busca de equipamentos para melhorar a prestação do serviço em Corrente, informa que, com o restabelecimento da energia às 10h, o abastecimento d'água será normalizado em todo o município gradativamente. "Nosso serviço não é como a energia, que liga na hora. Ele demora até ser completamente restabelecido, por isso pedimos a compreensão da população. Lembrando que estamos em tempo de chuvas e que a forte turbidez da água pode nos obrigar a suspender o serviço por algumas horas". 

Quanto à falta de energia, populares também relataram que tiveram dificuldade no 0800 da Eletrobrás - ou a ligação não completava ou eram repassados apenas para o atendimento eletrônico, sendo que muitos não conseguiram registrar a ocorrência ou não conseguiram acompanhar o andamento da solicitação.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp