14/04/2018 às 19h35min - Atualizada em 14/04/2018 às 19h35min

Jovem escritor da zona rural de Corrente recebe doação de livros do IFPI para biblioteca comunitária

Acervo já conta com mais de 2 mil livros

Viviane Setragni
Portal Corrente

O jovem escritor Gabriel Alves de Souza, morador da Fazenda de Cima, zona rural de Corrente, recebeu uma doação de mais de 800 livros do Instituto Federal do Piauí para o acervo da biblioteca comunitária localizada na sua casa. A entrega da doação aconteceu no início do mês de abril e foi feita pelo coordenador da biblioteca da instituição, Tefischer Huanderson Soares e Sousa.

Denominada Alegria do Saber, a biblioteca idealizada e colocada em prática por Gabriel atende estudantes e moradores da localidade onde mora. “A minha biblioteca já funciona desde 2014 com as doações de livros das pessoas. Ela é aberta a comunidade desde esse ano até agora. Lá contém livros de todos os gêneros, artigos, constituição, literatura, livros didáticos e revistas, entre outros. Amigos e colegas sabem que tenho essa biblioteca... me procuram e pedem livros (quando moram na cidade) e pessoas que moram no interior vão em casa buscar livros para estudar para cursos, escolas e concursos”, informa.

 

 

Apesar da origem humilde, Gabriel não viu nisso um empecilho e instalou a biblioteca na própria casa. “Sou um leitor voraz e desde cedo comecei a juntar livros para formar uma biblioteca. Estudei na Fazenda de Cima e ganhei muitos livros, mas quando entrei no IFPi meu projeto evoluiu ainda mais com as doações dos professores”.

 

 

Para a doação, Tefischer explica que, através do sistema de gerenciamento da biblioteca do IFPI, foi possível identificar quais obras poderiam ser doadas. “Nós tínhamos muitas obras em duplicidade e alguns livros em nossa biblioteca ficaram em desuso com a renovação do acervo.Sabendo do conhecimento da biblioteca de Gabriel, entendemos que esse material teria mais utilidade em sua biblioteca.”, explicou. O montante doado é composto metade por obras de literatura e metade por livros técnicos e didáticos.

 

DE LEITOR A ESCRITOR

Mais do que leitor ávido - no ano de 2017 o estudante leu mais de 60 obras durante o último ano do ensino médio no IFPI - Gabriel também escreve e já teve até livro lançado, com apoio do IFPI e vários dos seus servidores, como conta o bibliotecário Tefischer. “A coordenação de biblioteca, juntamente com a Professora Karine Santos, que inclusive conseguiu o apoio de uma amiga ilustradora paraibana para realizar as ilustrações do livro, e outros servidores conseguimos viabilizar essa publicação. O lançamento do livro e seus respectivos autógrafos ocorreram na biblioteca do IFPI no ano de 2017”.


Lançamento do livro "Vô dizer, menino!" em 2017
 

O livro “Vô dizer, menino” é uma coletânea de crônicas, ambientadas nas vivências do escritor, principalmente na zona rural. A obra também perpassa as suas experiências pessoais enquanto estudante, com histórias leves e divertidas, por vezes entremeadas de profunda inspiração literária, como em Silêncio Ácido, onde a maturidade poética já começa a se expressar.

“Vejo o sertão virar deserto, muitas almas secas clamam por chuva e os poetas declaram poesias aos ventos, ventos cegos, poesias que falam de nossa majestade. Pés rachados, mãos calejadas e enxadas levando um estio infértil, assim são nossas raízes debaixo do escaldante sol, o sol do Piauí” (Trecho de O Sol do Piauí).

Gabriel conta que a paixão pelos livros começou com um concurso artístico literário no ano de 2013, quando ainda estava no Ensino Fundamental. “Eu sempre gostei de ler e na época a prefeitura promoveu um concurso e eu participei na categoria cordel. Foi a partir daí que eu comecei a minha carreira na literatura, na escrita, porque eu percebi que me daria bem. No ano de 2015 eu li uma poesia no palco no evento de aniversário da cidade e aos 17 anos tive lançado o meu primeiro livro, fruto daquele primeiro concurso que eu participei”, relata. Ele ressalta que Corrente tem muitos talentos nessa área, mas os estudantes precisam de apoio para conseguirem avançar em suas realizações.

Sobre os projetos pessoais, o estudante conta que foi aprovado para o curso de Licenciatura em Pedagogia da UESPI, campus Corrente, e que aguarda com ansiedade o início das aulas que acontecerão no segundo semestre. “Vou me dedicar a ser professor, pois o Brasil precisa de professores qualificados na área e darei o máximo para compreender e atuar nas práticas da educação, mas pretendo fazer outros cursos, como o de jornalismo, pois eu tenho facilidade para escrever”.

Sobre a literatura, Gabriel afirma que já tem material suficiente para publicar um segundo livro, sobre poesia.

 

AINDA SOBRE A BIBLIOTECA

 

 

 

Com a doação dos livros dos IFPI, o estudante aguarda com ansiedade a doação de estantes. “Com a doação desses livros o acervo agora passa de 2 mil livros e eu preciso armazenar eles de forma correta. Eu estou aguardando a resposta a um requerimento que eu fiz junto ao prefeito para doar as prateleiras, pois eu não tenho condições de compra-las”, conta Gabriel.

A biblioteca comunitária hoje funciona na casa do escritor, na zona rural. “A minha mãe vai construir uma casa nova e a gente vai deixar um quarto só pra biblioteca. Ela é muito usada, inclusive por estudantes da escola Claudenor Rodrigues, que fica perto”.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp