23/05/2019 às 19h40min - Atualizada em 23/05/2019 às 19h40min

Fábrica de sucos produz de 80 a 100 mil litros ao longo das safras

Piauí em Foco

A “Capital do Caju”, como é conhecido o município de Santo Antônio de Lisboa (PI), pauta sua principal fonte de renda local na comercialização do fruto do caju, cujo período de safra acontece do final do mês de junho até o mês de novembro, atingindo a grande produção de 80 a 100 mil litros de sucos por dia.

Além do suco de caju, a fábrica Imbiara, uma das principais referencias da região, também produz sucos nos sabores uva, maracujá, goiaba, pêssego, manga, acerola e abacaxi. A castanha do caju é reaproveitada, torrada e salgada para revenda, assim como a farinha de coco, ralado, desidratado e adoçado.

Além de atender a demanda da região, a Imbiara, de propriedade do Grupo Guimarães Filho (PI) e R.G. Guimarães (RJ), também revende para todo o sul e sudeste, através de uma logística com base em sua sede no Rio de Janeiro, para onde são incialmente transportados os produtos da fábrica piauiense.

Segundo o gerente de produção local, Adailton Luís Correa, a expectativa para 2019 é de uma grande fabricação devido ao bom período chuvoso que otimizou o cultivo do caju no município, atendendo por completo a necessidade de compra da Imbiara.

Adailton Luís, gerente de produção

“Dificilmente a gente compra os cajus de outro estado, só quando a safra aqui é pouca. Este ano tivemos um ótimo inverno então não será preciso comprar de fora. Ultimamente conseguimos atingir nossa meta em 100% com as vendas ao longo do período da safra onde fazemos uma média de180 a 200 mil caixas só com o caju prontos para o comércio. Então tudo o que temos planejado durante esse período tem dado certo”, afirmou o gerente, servidor há 31 anos na empresa.

Ilidiomar Francisco Farias, funcionário da fábrica há 15 anos, relatou à redação do Portal Piauí em Foco sua satisfação em ter no caju a fonte de seu sustento.

“O ganho na fábrica é muito gratificante para mim e minha família. O que sobra da produção a gente aproveita para plantar em nossa terra, o que já uma renda a mais” afirmou Ilidiomar.

Como forma de fomentar a agricultura local e a produção do caju e seus derivados, a Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Lisboa, cujo prefeito é Welington Carlos, promove todos os anos, no mês de setembro, a tradicional “Festa do Caju”, onde é oferecida uma programação vasta de destaque para a “cajucultura”, relacionando seus ganhos e proporcionando incentivo aos munícipes cujo sustento vem, literalmente, de sua própria terra.
















Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp