04/07/2019 às 16h39min - Atualizada em 04/07/2019 às 16h39min

Presidente da Fundação Rio Parnaíba se reúne com o senador Elmano Ferrer e com o deputado Henrique Pires em Brasília

Victor Aguiar busca apoio para projetos de revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio Parnaíba

Ascom Furpa
Em busca de apoio da bancada federal para as questões ambientais do Estado, o presidente da Fundação Rio Parnaíba (FURPA), Victor de Aguiar Filho, esteve reunido nesta quinta-feira (4) com o Senador Elmano Férrer (PODE/PI) e o deputado estadual Henrique Pires (MDB/PI), no Senado Federal, em Brasília. 

O senador parabenizou a nova administração da FURPA e falou sobre a existência de um amplo projeto aprovado no Senado de revitalização do Rio Parnaíba, reiterando o compromisso com as questões voltadas ao Velho Monge.

Durante a conversa, destacou ainda que a FURPA foi a primeira organização pessoa jurídica e que vem prestando um importante serviço nessa área ambiental no Piauí. Somando-se a este projeto, o Senador pretende aproveitar esse processo de desestatização, a exemplo do que foi feito na Bahia, para dentro das possibilidades, investir na Bacia do Rio Parnaíba. 

No encontro, o deputado Henrique Pires, um dos parlamentares do Piauí que mais tem relações com a dinâmica de Brasília, também engenheiro sanitarista e Presidente da Comissão de Direito do Consumidor e Meio Ambiente da Assembleia do Estado do Piauí, recebeu com elogios o presidente da FURPA Victor de Aguiar e prometeu ajudar nas ações de revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio Parnaíba.

À frente da presidência da Fundação, Victor de Aguiar Filho, cumpre o seu papel buscando apoio político que viabilize soluções para a precariedade do sistema de saneamento básico e reforça sobre a necessidade da preservação e revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio Parnaíba.

"Temos uma necessidade urgente de ações imediatas e, com esse objetivo, estaremos buscando apoio dos congressistas de todos os Estados que compõem a Bacia Hidrográfica, que abrange não somente o Piauí, mas também Maranhão, Tocantins, Ceará e Bahia", pontuou.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp