31/10/2019 às 09h45min - Atualizada em 31/10/2019 às 09h45min

Sesapi promove workshop sobre linhas de cuidado para doenças negligenciadas

As linhas de cuidado deverão trazer melhorias para a atenção básica na saúde pública no Piauí.

Ascom Sesapi

A Secretaria de Estado da Saúde, por meio do Grupo de Enfrentamento às Doenças Negligenciadas da Superintendência de Atenção Básica à Saúde, realizou, na manhã desta quarta-feira (29), o Workshop sobre Linhas de Cuidados das Doenças Negligenciadas. O evento foi realizado no auditório do Hotel Cabana, em Teresina, e tem como objetivo, evoluir e desenvolver as linhas de cuidados para tuberculose, leishmaniose, hanseníase e doença de chagas dentro do Piauí juntamente com pesquisadores de todo o país.

Após a apresentação da realidade das doenças em território piauiense, foram realizados grupos de trabalho e discussões sobre como melhorar os cuidados com a população em relação a essas doenças.

Linhas de cuidado se referem à organização do serviço de atendimento à população, definindo o fluxo a partir do menor município até o serviço de alta complexidade, garantindo assim um trabalho eficaz e de qualidade.

Inácio Lima, membro do Grupo de Enfrentamento às Doenças Negligenciadas e um dos organizadores do evento, explica que, além das atividades voltadas para melhorar as linhas de cuidado, será necessário um trabalho integrado entre todas as áreas do sistema de saúde. “Essa ação é realizada em parceria com o Banco Mundial e foi definido o aprimoramento de duas linhas de cuidados já existentes, tuberculose e hanseníase, e a construção das linhas para as outras doenças trabalhadas aqui. Hoje, trazemos as propostas destas linhas de cuidados e contamos com a ajuda de pessoas que são referências nos estudos sobre essas doenças para melhorar essas propostas antes de colocá-las em funcionamento”, declarou.

O presidente da Sociedade Brasileira de Hansenologia, Claudio Salgado, destacou a relevância da iniciativa. “Eventos como este são interessantes, pois mostram a importância que se deve dar às doenças negligenciadas. Muitas pessoas que sofrem com essas doenças não têm acesso ao sistema de saúde ou muitas vezes só conseguem realizar um primeiro atendimento com um serviço muito básico que, por vezes, não consegue realizar um diagnóstico preciso. Com a linha de cuidado, teremos uma organização desse fluxo, além de levar conhecimento aos trabalhadores da atenção básica e saúde da família para que eles tenham um melhor atendimento e acompanhamento da população”, destaca.

Herlon Guimarães, superintendente de Atenção Integral à Saúde e Municípios da Sesapi, acredita que o evento trará ganhos para o Piauí e que as medidas discutidas ajudarão a reduzir os indicadores das doenças negligenciadas no estado. “Com as linhas de cuidados geradas aqui, nós temos a expectativa do aumento de diagnósticos, melhora no atendimento à população, melhoria no acompanhamento do paciente durante seu tratamento e um retorno mais seguro do paciente para a sua família. São propostas que vão trazer melhorias para a saúde pública no Piauí”, avalia.

As linhas de cuidado deverão trazer melhorias para a atenção básica na saúde pública no Piauí.


 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp