28/02/2020 às 17h02min - Atualizada em 28/02/2020 às 17h02min

Sindicato dos servidores públicos de Gilbués publica Nota de Repúdio contra a gestão municipal

Paralisação da classe está marcada para a próxima segunda-feira

Portal Corrente
O  Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Gilbués, Barreiras do Piauí e São Gonçalo do Gurguéia - SINSERPIM-GBS publicou uma Nota de Repúdio à gestão do município de Gilbués. Motivado por uma Nota de Esclarecimento, divulgada no perfil oficial da prefeitura no Facebook, o sindicato discorda da afirmação de que os vencimentos dos servidores municipais da Educação estariam todos em dia, e cita uma série de reivindicações da classe.
 
Nota publicada pela prefeitura

Nota publicada pela prefeitura


Com uma paralisação marcada para acontecer na próxima segunda-feira, 2 de março, o sindicato reforça que o ato tem como objetivo chamar a atenção do gestor para as reivindicações dos servidores.

Segue NA ÍNTEGRA a nota enviada pela direção do SINSERPIM-GBS:

Nota de Repúdio!

Em nome do sindicato SINSERPIM-GBS que representa os servidores públicos municipais de Gilbués de Gilbués, Barreiras do Piauí e São Gonçalo do Gurguéia, estamos vindo através deste para repudiar com veemência as mentiras e calúnias do procurador do município Dr. Douglas,  da Secretária de Educação a senhora Aurenivia e do senhor Breno.

Disseram através de Nota de Esclarecimento e mensagem que os direitos dos servidores de Gilbués estão em dias (efetivados). Quero informar mais uma vez as esses desinformados que:
✔Os servidores NÃO receberam o abono de férias do ano aquisitivo 2019;
✔O pagamento dos REPASSES do sindicato está com 8 meses em atrasos (já engressamos uma ação judicial);
✔ Não foi implantado os níveis e classes de todos os servidores;
✔Não está sendo cumprido a licença prêmio dos servidores, conforme determina a Lei Municipal N°080/2010 (Estatuto dos servidores de Gilbués);
✔ Não foi pago a ajuda de custo de vários meses de 2019 e precisamos definir os valores para 2020;
✔ Não foi pago as aulas-extras ministradas em 2018 e 2019 para várias servidores;
✔Não foi implantado os direitos em sua integridade para os profissionais da saúde, conforme determina a Lei Municipal N° 156/2018.

Queremos informar também que esses descasos com os servidores de Gilbués já foi feito vários ofícios e requerimentos ao senhor Gestor Leonardo Matos e  aos seus Secretários Municipais, porém NÃO tivemos nenhum retorno concreto. 

Com relação às alegações que o sindicato está fazendo politicagem, quero informar que os únicos políticos que são comunicados para participar de nossas assembleias e reuniões para tentar resolver as reivindicações dos servidores foi os senhor prefeito Leonardo Matos e seus Secretários Municipais, porém só o senhor Herlandsen compareceu em UMA. Quanto ao apoio de alguns políticos e membros da comunidade em geral de Gilbués em nossas manifestações foi de livre boa vontade dos mesmos e convidado por algum servidor. Onde todo apoio é bem-vindo, se algum desses falou o que divergia da PAUTA das reivindicações, as consequências negativas é para o próprio que se expressou de forma inoportuna. 

Por fim, queremos dizer a população de Gilbués que a nossas paralisação no dia 02/03/2020 é em razão que o senhor prefeito Leonardo Matos não resolveu nossas reivindicações e nem tão pouco apresentou nenhuma proposta. Mas assim que essas reivindicações forem atendidas, retornaremos nossas atividades e iremos repor os dias não  ministrados. É dizer aos servidores que fiquem tranquilos que já tomamos TODAS as medidas judiciais sobre a nossa decisão, inclusive informamos ao Promotor de justiça da Comarca de Gilbués. E encaminhamos as mentiras e calúnias das pessoas supracitadas ao presidente da OAB subseção de Corrente o senhor Dr. Ismael para tomar às medidas judiciais cabíveis...

Atenciosamente,

À Diretoria do sindicato SINSERPIM-GBS
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp