07/04/2020 às 21h07min - Atualizada em 07/04/2020 às 21h07min

Prefeito Paulo Lustosa vistoria Parque Solar São Gonçalo

Gestor analisou o cumprimento do protocolo do Covid-19 e a construção das bacias de contenção da obra

Ascom Prefeitura
Prefeito Paulo Lustosa (seg. da direita p/ esq.) acompanhado pelos representantes da Enel
O prefeito do município de São Gonçalo do Gurgueia, Paulo Lustosa Nogueira, esteve pessoalmente nesta terça-feira, 7 de abril, no Parque Solar São Gonçalo, empreendimento da Enel Green Power. O objetivo da ida do prefeito até o complexo foi para fazer uma vistoria em relação ao protocolo do Covid-19, compromisso assumido publicamente pela empresa. 
 
Segundo o prefeito, todas as medidas estão sendo tomadas, com o objetivo de resguardar ao máximo a saúde dos trabalhadores. "Estive em todas as instalações, acompanhado pelo representante da empresa, e o que pude constatar é que a empresa está cumprindo com os protocolos de saúde. Por exemplo, no refeitório, onde anteriormente se alimentavam 500 trabalhadores, hoje são apenas 170. Nas mesas, ao invés de 6 pessoas, sentam apenas 3, mantendo o espaço recomendado entre elas. Não há fila nem tumulto nos horários das refeições e em todos os lugares pelo parque solar há pias, com água e sabão para os funcionários lavarem as mãos constantemente, além de álcool gel disponível. Então eles estão cumprindo com todas as recomendações, lembrando que muitos funcionários foram demitidos, motivo pelo qual o fluxo de pessoas é consideravelmente menor", relatou.
 
Outro ponto vistoriado pelo gestor foi a construção das bacias de contenção, onde as águas das chuvas serão drenadas para o lençol freático e sairão diretamente nos brejos. Estão sendo construídas 3 bacias, e o prefeito acredita que, desta forma, a localidades que estão no entorno do parque serão resguardadas.

No dia 13 de janeiro deste ano, a Enel Green Power Brasil iniciou a operação da seção de 475 MW da planta solar São Gonçalo, a maior da América do Sul um ano antes do prazo previsto. Em fevereiro deste ano, devido às fortes chuvas, grande quantidade de água e sedimentos desceram a encosta da serra que faz o entorno da obra, causando prejuízos ambientais e materiais. Fiscalizada pelos órgãos ambientais e em atendimento aos apelos das autoridades locais, a empresa desde então busca diálogo com a comunidade, para mitigar os danos, além de dar início à construção das 3 bacias de contenção, necessárias para conter o grande volume de chuvas característico da região. 

Outro momento de crise, a pandemia de coronavírus, também ameaçou o funcionamento do canteiro de obras e funcionários chegaram a fazer greve para que os serviços fossem suspensos. Entretanto, a gestão da obra manteve-se firme, embora com número menor de funcionários, e vem cumprindo com os compromissos assumidos perante os prefeitos dos municípios de São Gonçalo do Gurgueia, Gilbués e Corrente, cidades onde residem a maior parte da mão de obra do parque.



 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp