14/04/2020 às 18h09min - Atualizada em 14/04/2020 às 18h09min

Funcionários terceirizados da Agespisa de Curimatá e Júlio Borges estão desde janeiro sem receber salários

Em Júlio Borges, os vencimentos foram pagos pela empresa Belazarte na manhã desta terça-feira (14), após ameaça de paralisação

Viviane Setragni
Portal Corrente
Funcionários da Belazarte Serviços de Consultoria e Comércio Ltda ME, empresa que presta serviços terceirizados à Águas e Esgotos do Piauí (Agespisa), estão desde o mês de janeiro sem receber os salários nos municípios de Curimatá e Júlio Borges. A denúncia foi feita por um funcionário da empresa na região ao Portal Corrente, e ele pede para não ser identificado, pois teme retaliações e até demissão.
 
Segundo o denunciante, historicamente os salários são pagos em atraso de até dois meses, mas dessa vez o atraso chegou ao terceiro mês, causando grandes problemas financeiros aos trabalhadores.
 
“Desde que eu trabalho na empresa, já tem alguns anos, recebemos sempre vencendo o segundo mês. A empresa diz que é atraso no repasse da Agespisa, mas dessa vez chegou no terceiro mês. É muito complicado, a gente tem família, tem despesas como todo mundo, precisa comprar comida, remédios, e sem dinheiro não tem como”, desabafou.
 
Um funcionário da empresa em Avelino Lopes relatou que na manhã desta terça-feira (14)  seria iniciada uma paralisação, mas a empresa solicitou que os mesmos aguardassem até as 10h da manhã, quando de fato o salário foi depositado nas contas. “Fomos ameaçados de demissão se paralisasse, mas o último salário que recebemos foi em dezembro, não tinha mais condições”, relatou.
 
De acordo com informações do site da transparência da Agespisa, os últimos repasses para as unidades da empresa terceirizada nos municípios foram feitos no dia 30 de março, referente à competência 02/2020.

   
O Portal Corrente tentou entrar em contato com a empresa Belazarte, mas nenhum dos telefones disponíveis no site foram atendidos, embora haja a informação de que eles estão disponíveis durante este período de quarentena.







 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp