22/04/2020 às 10h17min - Atualizada em 22/04/2020 às 10h17min

MP fiscaliza abastecimento de EPIs e realização de testes de diagnóstico do coronavírus no Hospital de Curimatá

GP1

O Hospital Júlio Borges de Macedo, integra a rede de assistência hospitalar do Estado para atendimento do novo coronavírus como porta de entrada e referência estadual.

O promotor Luciano Lopes Sales, do Ministério Público do Piauí, instaurou procedimento administrativo, no dia 16 de abril, com o objetivo de acompanhar o abastecimento de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e a disponibilidade de testes diagnósticos para atender a demanda decorrente do Hospital Júlio Borges de Macedo, localizado no município de Curimatá, durante a pandemia do coronavírus.

O promotor explicou que o Hospital Júlio Borges de Macedo integra a rede de assistência hospitalar do Estado para atendimento do novo coronavírus como porta de entrada e referência estadual, conforme Plano de Contingência.

Luciano Lopes pediu que a direção geral do Hospital Júlio Borges de Macedo, realizar o inventário de EPIs e Testes Diagnósticos, com base no preenchimento da planilha sempre que o hospital receber e dispensar aos seus pacientes e as outras unidades de saúde, por ventura, contratadas.

Também deve apresentar o estoque atualizado e a previsão de data para esgotamento dos EPIs e testes diagnósticos disponíveis. “Cabe aos órgãos de Execução do Ministério Público com funções na área da saúde a aproximação com os gestores locais de saúde, visando acompanhar e tomar ciência dos Planos Municipais de Contingência”, explicou.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp