21/05/2020 às 12h20min - Atualizada em 21/05/2020 às 12h20min

Médicos poderão adotar protocolo nacional contra a covid-19 e hospitais do PI terão medicamento, diz secretário

Cloroquina e outros medicamentos, incluídos agora no tratamento precoce da covid-19, poderão ser prescritos por médicos do Piauí, desde que com autorização dos pacientes. Ainda não há pesquisas que comprovem a eficácia do medicamento.

Viviane Setragni
G1
O secretário estadual de saúde do Piauí, Florentino Neto, disse em vídeo divulgado à imprensa, nesta quinta-feira (21), que todos os hospitais da rede estadual terão cloroquina e hidroxicloroquina para que os médicos possam prescrever aos pacientes na fase precoce do tratamento da covid-19. O Ministério da Saúde divulgou nessa quarta-feira (20) o novo protocolo.
 
De acordo com a nova orientação, o Ministério liberou no Sistema Único de Saúde (SUS) o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina até para casos leves de covid-19. Até então, o protocolo previa os remédios para casos graves.
 
Segundo o secretário, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) reconhece que não há ainda uma pesquisa que comprove ou não a eficácia da cloroquina e da hidroxicloroquina, combinadas com outros medicamentos, incluindo corticoides, no tratamento da covid-19.
 
Contudo, ele destacou que o órgão pretende dar aos pacientes todos os meios possíveis de tratamento, assim como ao médico a possibilidade de prescrevê-los.
 
"O estado garantiu os medicamentos em todos os hospitais e os médicos podem prescrever com a autorização do paciente. Não cabe à Sesapi condenar o uso ou aprovar, cabe dar condições para o médico exercer sua faculdade técnica, de prescrever ou não, e do paciente autorizar ou não o uso, por isso garantimos a medicação", declarou.
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp