06/10/2020 às 13h53min - Atualizada em 06/10/2020 às 13h53min

FARRA DAS DIÁRIAS: Prefeitura de Sebastião Barros gasta meio milhão de reais em diárias em 3 anos e meio

O município tem população de 3.461 pessoas em 2020 e mais de 80% recebem bolsa família

Viviane Setragni
Portal Corrente
O pequeno município de Sebastião Barros, localizado na região Extremo-Sul do Estado do Piauí, é um verdadeiro recordista em diárias pagas a servidores municipais: foram R$ 507.754,98 (Quinhentos e sete mil, setecentos e cinquenta e quatro reais e noventa e oito centavos) gastos em diárias em 3 anos e meio de administração do atual prefeito, Onélio Carvalho, segundo informações do portal da transparência da prefeitura.

Conforme o gráfico abaixo, no ano de 2017 foram R$ 188.320,00, em 2018 R$ 121.920,00, em 2019 R$ 144.714,98 e em 2020, ano praticamente paralisado na gestão pública por conta da pandemia do novo coronavírus, foram R$ 52.800,00.
 

 
Destes valores, nada menos que R$ 129.950,00 (Cento e vinte e nove mil, novecentos e cinquenta reais) foram gastos apenas com o prefeito Onélio Carvalho, 25% do valor total das diárias.

Lembrando que o município de Sebastião Barros, que possui uma população estimada de 3.451 habitantes, conforme o IBGE, tem mais de 80% da sua população beneficiária do Bolsa Família, consideradas portanto na linha de pobreza, em contrapartida aos 20% de média nacional. 

Para se ter noção do que o valor gasto com diárias representa, uma rápida busca no Google nos mostra que o assunto foi alvo de grande polêmica no município de Brusque, Santa Catarina: no ano de 2019, foram pagos aos servidores públicos daquela cidade R$ 169,5 mil a título de diárias para custear despesas de viagens feitas a serviço da administração, em contrapartida ao ano de 2018, quando o valor gasto havia sido de R$ 136,8 mil, 23,9% a mais que no ano anterior. Para o leitor ter uma noção, a população do município de Brusque é de 134.000 habitantes, tem uma receita estimada de R$ 250 milhões anuais e possui avenidas, pontes, viadutos, hospitais, dezenas de postos de saúde e escolas.
 

Já a estrutura do município de Sebastião Barros, que gasta praticamente a mesma média em diárias, não possui uma única rua pavimentada com asfalto em sua totalidade, apenas um posto de saúde atende a demanda, a prefeitura está em situação de abandono e as ruas da cidade apenas uma parte é calçada. O abastecimento d'água é deficitário e não há nenhum tipo de política pública voltada para o homem do campo, ou para agricultura familiar, maior atividade econômica do município.

Os gastos com as diárias se justificariam pelas melhorias, mas diante do quadro geral do município, a população se pergunta, qual o benefiício deste gasto exorbitante com diárias em uma cidade com déficit tão grande de renda e de emprego?








 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp