23/03/2021 às 12h02min - Atualizada em 23/03/2021 às 12h02min

Curimatá é uma das primeiras cidades piauienses a aderir ao consórcio nacional de prefeitos para aquisição de vacinas

Ascom Prefeitura
A Frente Nacional de Prefeitos criou nesta segunda-feira (22) um consórcio nacional para a aquisição de vacinas contra a covid-19. O grupo, que ganhou o nome “Conectar”, foi instituído por meio de uma assembleia virtual.

No Piauí, 20 cidades já aderiram à compra direta de vacinas contra o coronavírus, dentre elas a cidade de Curimatá, umas das primeiras a aderir ao Consórcio Nacional com intuito de acelerar a imunização contra a covid-19.

A adesão foi feita através da sanção da Lei Municipal  883/21, publicada no diário oficial no dia 17 de março, que ratifica o protocolo de intenções firmado entre diversos municípios brasileiros, com o objetivo de adquirir além das vacinas, medicamentos, insumos e equipamentos na área da saúde para combater a pandemia de coronavírus.

“Nossa prioridade tem sido combater essa pandemia, com muita responsabilidade, coerência e agilidade. Não poderíamos ficar de fora dessa iniciativa que visa oferecer apoio ao Plano de Imunização que já vem sendo colocado em prática. Caso seja necessário vamos  comprar as vacinas e imunizar nossa população”, ressalta Valdecir Junior, prefeito de Curimatá.

O chefe do executivo local ainda explica  que “os recursos a serem utilizados nas compras dos itens propostos podem vir de diversas fontes, entre elas: recursos municipais; repasses de verbas federais, inclusive decorrentes de emendas parlamentares; e doações feitas por fontes nacionais e internacionais”.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp