11/06/2021 às 11h58min - Atualizada em 11/06/2021 às 11h58min

Vereadores do MDB de Gilbués cobram inícios das obras de abastecimento d’água com verba deixada pelo ex-prefeito Léo Matos

Ascom parlamentar
Na sessão ordinária ocorrida na última quinta feira (10), os vereadores do MDB solicitaram em plenário que o executivo municipal inicie imediatamente as obras de abastecimento d'água do bairro Santo Antônio, em Gilbués.

De acordo com os parlamentares a situação só se agrava enquanto a população sofre com o descaso da gestão municipal, que diante de um problema tão crítico permanece estática e omissa. Ainda segundo os mesmos, eles têm recebido constantemente denúncias da população, e devido ao pior momento da pandemia da Covid-19 vivido neste momento, sendo eles defensores do povo, solicitam o imediato início das obras, cujo recurso, deixado pela gestão anterior, já está aprovado, licitado e autorizado pela Caixa Econômica Federal desde novembro de 2020.

O recurso acima citado, no valor de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais), advindos do Ministério da Integração Nacional sob o convênio n° 861922, sendo empregados na devida finalidade beneficiará mais de 1.000 famílias gilbueenses, e que por terem sido liberados no período eleitoral, inviabilizaram o início das obras pela gestão passada.

 
A população tem usado com frequência as redes sociais para manifestar a indignação e revolta por estar sendo esquecida, depois de ter depositado no atual gestor esperança de melhorias e benefícios à todos.

O vereador Joãozinho usou a tribuna e manifestou repúdio diante da situação, não só em relação a falta d'água, mais também por considerar péssima a atuação do governo municipal até aqui em todas as áreas. "Senhor prefeito tire o pé do gelo, levante os pés do chão, reaja, porque Gilbués vai de mal a pior, e o senhor parece estar dormindo, ou não se importa com o povo que o elegeu" pontuou o parlamentar.

Merço e Jóia, por sua vez, reforçaram as reivindicações da bancada emedebista municipal, dizendo inclusive que Gilbués encontra-se de luto, pois além da pandemia que assola todo o mundo, viver num município que está andando a passos largos rumo ao retrocesso é estarrecedor e é como se Gilbués tenha morrido para aqueles que o governam.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp