07/04/2014 às 11h12min - Atualizada em 07/04/2014 às 11h12min

Estudantes de Pedagogia da UESPI participam de palestras sobre cidadania e movimentos sociais

Objetivo da iniciativa é incentivar o espírito crítico e consciência social nos futuros formadores de opinião

Portal Corrente

Os estudantes do 3º Bloco do curso de Licenciatura Plena em Pedagogia da UESPI, Campus Jesualdo Cavalcanti, participaram de um ciclo de palestras sobre política, cidadania e inclusão, realizadas na própria universidade. A iniciativa foi da professora Claudemira Assenço, que ministra a disciplina Educação e Movimentos Sociais.

A primeira palestra foi ministrada pela professora Sandra Marília, que cumpre seu segundo mandato como presidente regional do SINTE/Piauí. Sandra fez um breve resumo da história sindical no Brasil e mostrou a todos a importância dos movimentos sindicais, na conquista de inúmeros direitos aos trabalhadores brasileiros. “Os professores, em especial, já conquistaram diversos direitos. Mas a nossa luta continua, é diária, por um direito legítimo, que é o investimento adequado na Educação do Brasil. Não admitimos que o país continue investindo apenas 3% do Pib, dentre outras reivindicações”, colocou.

O Gerente de Inclusão e Acessibilidade da Prefeitura Municipal de Corrente, Ubirajara, esclareceu a todos sobre as leis que garantem a acessibilidade aos portadores de deficiência e como o poder público tem agido para implantar estas leis a nível municipal, estadual e federal. “A nossa maior luta, sem dúvida, é contra o preconceito. As leis existem, porém fazê-las cumprir é um grande desafio. Os espaços públicos devem ser adequados urgentemente, nas escolas, comércio e indústrias, mas para isso necessitamos da participação de todos. O deficiente tem o direito a ter uma vida normal e o Estado tem a responsabilidade de viabilizar esta inclusão”, explicou.

A última palestra foi ministrada pela vereadora Valéria Lemos, que falou a todos sobre a importância da participação da comunidade nas decisões do poder público, que hoje podem ser feitas através dos inúmeros Conselhos existentes. “Hoje nós temos estas ferramentas, que são os Conselhos, que começam em nível municipal, onde todos tem o direito de participar, criticar e fazer sugestões. Estes Conselhos passam ao nível regional, depois estadual e por fim nacional, onde às vezes, sugestões que foram feitas aqui no nosso município aparecem lá e então nos damos conta da importância da nossa participação!”.

Valéria também alertou sobre a importância da participação feminina nos movimentos sociais. “As mulheres são muito detalhistas e responsáveis, por isso deveriam ter uma maior participação política. E não podemos nos intimidar com o preconceito que existe, devemos persistir e ir adiante. E por mais alto que se chegue, ainda assim haverá o preconceito, contra o qual devemos lutar sempre”, frisou.

Os estudantes ficaram muito satisfeitos com as palestras realizadas e com os temas abordados, muitos deles desconhecidos por grande parte da turma.

Claudemira acredita que os futuros professores devem estar cientes da importância da participação de todos nos diversos movimentos sociais: “estas palestras têm como objetivo esclarecer aos estudantes sobre a importância da iniciativa pessoal dentro dos movimentos sociais, com a intenção de melhorar a comunidade em que vivemos. Os futuros professores, que serão formadores de opinião, devem ter um espírito crítico e mostrar aos seus alunos a responsabilidade social que todos possuem dentro da sociedade em que vivemos”, enfatizou.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp