19/04/2014 às 16h00min - Atualizada em 19/04/2014 às 16h00min

Pecuária piauiense cresce com o fim das barreiras sanitárias

A pecuária se modernizou e os animais ganharam qualidade com tecnologia de ponta nas fazendas

Ccom

Controle sanitário, fazendas cadastradas, novas tecnologias no meio rural e o melhoramento do rebanho representam a nova pecuária piauiense. O Governo do Estado trabalha para resgatar essa cultura que já colocou o Piauí entre os maiores e melhores. O fortalecimento da Agência de Defesa Agropecuária (Adapi) teve papel fundamental na luta contra a aftosa, o principal entrave econômico na exportação de carne no mundo. O Brasil é o maior exportador de carne bovina, atende a 150 países e deve faturar 8 bilhões de reais só em 2014.

No Piauí, o animal que antes era desvalorizado e vendido a preço abaixo do mercado por ser comercializado internamente ganhou valorização de mais de 100%. "Estamos passando por uma nova era na pecuária e vamos continuar com investimentos no setor e com o trabalho de fiscalização feito pela Adapi, hoje o criador de gado tem a cultura de seguir os prazos e respeitar o trabalho feito pelos técnicos, eles sabem que isso é importante para a valorização do rebanho e para dar continuidade ao projeto de crescimento da produção piauiense”, disse o governador Zé Filho.

O Piauí possui um rebanho de 1,7 milhão de cabeças de gado. O mapa de cobertura da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) compreende os 63 mil criadores e a agência está presente em 200 municípios. Nas últimas dez edições da vacinação, os índices de cobertura no Piauí foram superiores a 90%.

Com fazendas modernas, os pecuaristas estão mais preparados aos efeitos naturais e suas consequências, as técnicas de suplementação na seca estão bem evoluídas e há opções para variadas intensidades de investimento. O sal com uréia é a porta de entrada, com menor desembolso e, consequentemente, com resultado mais modesto: manutenção de peso. “Temos que aproveitar o momento para melhorar nosso rebanho e aumentar o número de animais, os produtores estão empenhados no desenvolvimento da genética e no melhoramento da raça”, disse o secretário do Desenvolvimento Rural, Raimundo José.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp